Jundiaqui
Jundiaqui

clamo ao tempo

Jundiaqui
26 de setembro de 2017
Por José Renato Forner

meu cansaço não cabe num rolex.

não é de relógio que estou falando. é do tempo que é antes e mais e depois da gente. o tempo que afasta pessoas e confirma caminhos. falo de um tempo que se impõe em revelações. um tempo que a cronologia da minha razão não entende. falo do tempo que ensina que a colhida independe da sua ansiedade. do tempo que te apresenta gente e ensina. tempos sem dormir e tempos de repouso.

clamo ao tempo. imploro a chronos. peço aos ponteiros. aos números.
se é que as coisas são assim. se é que as horas passam. se é que existe a colheita do seu plantio. daquelas sementes em terra fértil.

o que você plantou? que prédios construiu. que bandeiras levantou?
a terra era boa, fértil? as sementes realmente eram laranjas?

é o destino que te move os passos e os braços e lança a tua semente?

ou o tempo é uma historinha de relógio?

(meu cansaço não cabe num rolex...)

José Renato Forner é ator e escritor

Jundiaqui
Você vai
gostar de

O Senhor da Pipa!

Por Wagner Ligabó

Kekerê faz de seu domingão um esquenta

Com ingressos limitados, bloco afro se apresenta neste domingo (21), na Feira LE CHEF a Pé O Bloco Afro Kekerê já se prepara para a festança do Ca [ ... ]

Até o domingo tem Oficina de Páscoa no Maxi Shopping Jundiaí

Criançada é convidada a aprender a fazer um pirulito de chocolate depois de ganhar uma maquiagem de coelhinho(a)

Louisiana oferece experiência que vai além da moda

Loja promove curadoria das melhores marcas de roupas e traz um mix versátil a Jundiaí
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.