Jundiaqui
Jundiaqui

Fábio Zanon faz planos de lançar dois CDs por ano

Jundiaqui
19 de julho de 2018
Violonista jundiaiense lança nas próximas semanas o álbum que diz ser o mais leve que fez na vida

Diretor artístico do Festival de Inverno de Campos do Jordão, que vai até 30 de julho em sua 49ª edição, o violonista jundiaiense Fábio Zanon anuncia que irá lançar dois CDs por ano a partir de agora. Já tem o primeiro gravado e planeja muitos mais.

O fenômeno da música que nasceu na Ponte São João e mora em São Paulo, tem oito discos gravados e venceu os maiores prêmios internacionais do violão clássico, tendo feito mestrado na Royal Academy of Music em Londres, onde é professor visitante. Como solista ou camerista, se apresenta por todo o mundo, como no Carnegie Hall, em Nova York. Já fez turnê até pela Rússia.

Graças a uma parceria com a gravadora GuitarCoop, ele gravou este ano o álbum mais leve que fez na vida, "Miniaturas das Américas", coleção de músicas de cada país, entre eles Estados Unidos, El Salvador e Haiti, além de nossos vizinhos e do Brasil também. Deve sair em agosto.

Logo a seguir, ele irá gravar "Os Doze Estudos para Violão" de Francisco Mignone. E a série espanhola continua em 2019, com música contemporânea. Fazer um CD com os ingleses é um plano bastante antigo e que ano que vem pode se tornar realidade também.

Fábio Zanon se prepara ainda para se apresentar com Francis Hime pelo Brasil. Hime fez uma redução para violão e piano de seu concerto e a dupla o gravou com a Osesp, obra tocada no Kuwait no começo de abril deste ano.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Wifi liberado avança e chega aos velórios municipais

A rede de internet gratuita exige que você faça um cadastro e ele vale para parques etc

Big Mac se torna um cinquentão. E dia 25 ele ajuda o Grendacc

Antes, nesta quarta, tem festa nas seis lojas de Jundiaí. McDonald’s vende 1,5 bilhão desse sanduba por dia

Confira a programação do Polytheama para outubro

  Começa com humorístico e fecha com o Projeto Guri… No meio tem Art no Ar

Mente aberta, professor!

Por Marcel Capretz
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.