Jundiaqui
Jundiaqui

La Bella Arte vai à mostra competitiva do Festival de Joinville

Jundiaqui
11 de junho de 2019
Wesley Santos concorre a prêmio com coreografia de Gustavo Donatti; outros bailarinos dançam em palco aberto

A La Bella Arte Escola de Dança vai ao Festival de Joinville, o mais importante do Brasil, classificando pela primeira vez em seus vinte anos uma coreografia para a disputa de prêmio.

Outras oito foram selecionadas para apresentação em palco aberto, durante os dias em que a cidade catarinense se torna a capital brasileira do balé.

O Festival de Dança de Joinville é um dos mais tradicionais do Brasil, criado em 1983, e é conhecido no mundo todo, não só pelas apresentações de companhias renomadas como pela qualidade dos cursos, workshops, oficinas de dança e debates que levam a compreender melhor a importância desse tipo de arte para a sociedade.

Quem disputa prêmio é o bailarino Wesley Santos (foto acima), com o solo "Pulsante", de Gustavo Donatti.

As coreografias solo de palco aberto são "Me encontro" com Maria Fernanda Nicioli Cerioni, "O que há em mim" com Kátia Corrêa, "Pela luz dos teus olhos" com Gean Marcos, "Quando tocam-me as cores" com Rodrigo de Paula e "Sempre estive aqui", com Guilherme Baldibia.

Os duos são "Mainit" com Gean Marcos e Lucas Gabriel, além de "Sono de Papel", com o mesmo Gean e Maria Fernanda. Completa "Entrelaços",  com o trio Daiane Ciarrochi, Marina Arista e Paola Nassur.O La Bella Arte é comandado pelas professoras Júlia Quaggio e Tamiris Guerrero.

O Festival de Joinville 2019 vai de 17 a 27 de julho. Uma releitura de trechos de famosos espetáculos da Broadway e West End, entre eles “Fantasma da Opera”, “Alô Dolly”, “Fame”, “Dancin” e “Donna Summer”, será apresentada no espetáculo de abertura. 

Fotos: Divulgação
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Virado à Paulista, agora um patrimônio histórico e cultural

Pelo chef Manuel Alves Filho

A espada da Justiça

Guaraci Alvarenga avisa: a Justiça sem a balança não poderá decidir com sabedoria e sem a espada não terá força

Jundiaí inverte proporção de empregos de alta tecnologia

Por José Arnaldo de Oliveira

Finalíssima da NBA: vale a pena se ligar em cada segundo

Por Luiz Cláudio Tarallo
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.