Jundiaqui
Jundiaqui

Medicina e bruxaria

Jundiaqui
15 de novembro de 2018
Por Valquíria Malagoli

Lá se vão uns bons anos desde que um jovem poeta, aspirante a médico, visitou a escola em que eu, então, cursava o ensino médio, ao qual chamávamos apenas “colegial”.

Vestindo branco, recitava livremente o rapaz, algo sobre dois peixinhos vermelhos num aquário, no palco que, por assim dizer, foi por três anos o palco da minha vida.

Naturalmente, eu não sabia ainda o que pretendia ser. Também não cogitava, àquela altura, a máxima “só sei que nada sei”. Sequer imaginava que, não obstante tudo isso, eu era alguém.

Por fora, quietinha em minha cadeira; por dentro, afogada no dentro de mim; tragada, pois, aos poucos por aquele encontro sensacional de águas.

Tudo isso, em rodamoinho, em meio à turma de colegas displicentes a passar papeizinhos com mensagens, piadinhas, desenhos.

Éramos somente os peixes e eu, observando aquele imenso mundo inóspito, sobrevivendo absortos, porém seguros, em nossas redomas transparentes.

Sim, àquela época, o moço tinha sobre mim a vantagem de, embarcado, singrar seu objetivo, enquanto eu me mantinha à deriva. Hoje, contudo, sei a seu respeito coisas que a ele mesmo são segredos, isto porque me tornei bruxa.

Meus filhos contam, agora, vantagens a toda gente, afinal, testemunham meus poderes para falar com animais, reanimar plantas, ouvir estrelas.

Aqui entre nós (que eles não nos ouçam), ao menos no que tange às últimas, quem é que não sabe que nos basta amor para fazê-lo? Bilac, bruxo mor, bem o dissera: "Amai para entendê-las!/ Pois só quem ama pode ter ouvido/ Capaz de ouvir e de entender estrelas".

Jamais me esquecerei, todavia, haja o que houver, donde me vieram tais forças. Nem por isso, em momento algum, denunciarei aquele que outrora – ainda não diplomado – exercia já e exemplarmente a arte da cura.

Aliás, pelo que me consta, se, futuramente, o doutor não escolheu a obstetrícia, que culpa não lhe atribuiriam se soubessem que a outros, tão cedo, trouxe à luz?

Valquíria Gesqui Malagoli é escritora
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Como sobreviver decentemente

Por José Renato Nalini

Concard é novidade Gebram em convênio saúde e seguro

Com uma pequena mensalidade, você tem consultas, exames e procedimentos médicos por preços menores e ainda concorre a prêmios 

Niver do Dori é festa especial no Natura

Som de música e risos na noite de aniversário do dono do pedaço…

Plano Diretor precisa defender nosso ambiente

Por José Arnaldo de Oliveira
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.