Jundiaqui
Jundiaqui

Perna-de-pau, acrobatas e muita ousadia na festa do JundiAqui

Jundiaqui
6 de outubro de 2018
Artistas se unem em uma apresentação de tirar o fôlego e que traz reflexão

Edu Cerioni

Em meio a festa de aniversário do JundiAqui, surgem quatro figuras cobertas por sacos plásticos e todas inteiras de negro. Uma delas se destaca pela altura. Eles cruzam o salão e vão atraindo todos os olhares curiosos...

A música cria uma atmosfera de expectativa. Param ao lado de uma pirâmide de 6 metros e o homem da perna-de-pau vai rasgando os sacos, sinal de liberdade e de que o importante não é a carcaça e sim o conteúdo, a atitude, que os quatro logo demonstram em um fantástico show.

Foi assim a apresentação surpresa de terça-feira (2) no Casa Cica. Uniu artistas de diferentes grupos e um único propósito: mexer com a emoção das pessoas.

Ana Maria Loureiro, Anderson Redressi, Carlos Pasqualin e Ulisses Vertuan, com apoio de Ana Clara Atui, fizeram precisas manobras no chão em meio ao público e também pendurados em tecido. Pura acrobacia! De tirar o fôlego!

A recompensa veio na base dos aplausos calorosos e fotos e filmagens por parte dos convidados da noite que viam ali exemplos de força, coordenação motora, flexibilidade e, especialmente, consciência corporal e trabalho em conjunto. Uma engrenagem que só funciona se todos estiverem na mesma sintonia.

Os artistas de Art no Ar, Gravidade Zero e Performático Éos levaram para dentro do Casa Cica um espetáculo inédito e que mexeu com o imaginário coletivo. De repente, o bar e restaurante ganhou um incrível ambiente circense, mágico e ousado.

Ana Maria parecia voar na gostosa noite de calor. Havia possibilidade de chuva, mas ela não se confirmou e a trupe pôde divertir, entreter e emocionar a todos ao fugir da lógica.

Veja fotos: 

Arte de Colombera

Outra atração na festa do JundiAqui foi a exposição de Ricardo Colombera das obras que marcam a estreia na pintura desse famoso tatuador de Jundiaí.  E elas impressionam pela força e vibração "pós-apocalíptica" do artista, nas quais se vê monumentos conhecidos da cidade, caso da Ponte Torta e da Torre da Cica, assim como figuras de destaque como Tainan Franco.

Dupla do som

O cantor e tecladista Renato Viana e o violonista Décio Scalle interpretaram grandes clássicos da MPB na noite de terça. Voz poderosa, instrumental preciso e uma gostosa viagem sonora.

Fotos: João Ballas, Lígia Ballas e Edu Cerioni 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Lígia Ballas
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Caldo de carne

Por Paulo de Luna

Festa Junina da Di Fiori é com sorteios e no clima de Copa

Viviane Di Fiori comanda tarde animada na ótica da Chácara Urbana

Esquisitices

Por Thaty Marcondes

Formação completa e integral no futebol

Por Marcel Capretz
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.