Jundiaqui
Jundiaqui

Perna-de-pau, acrobatas e muita ousadia na festa do JundiAqui

Jundiaqui
6 de outubro de 2018
Artistas se unem em uma apresentação de tirar o fôlego e que traz reflexão

Edu Cerioni

Em meio a festa de aniversário do JundiAqui, surgem quatro figuras cobertas por sacos plásticos e todas inteiras de negro. Uma delas se destaca pela altura. Eles cruzam o salão e vão atraindo todos os olhares curiosos...

A música cria uma atmosfera de expectativa. Param ao lado de uma pirâmide de 6 metros e o homem da perna-de-pau vai rasgando os sacos, sinal de liberdade e de que o importante não é a carcaça e sim o conteúdo, a atitude, que os quatro logo demonstram em um fantástico show.

Foi assim a apresentação surpresa de terça-feira (2) no Casa Cica. Uniu artistas de diferentes grupos e um único propósito: mexer com a emoção das pessoas.

Ana Maria Loureiro, Anderson Redressi, Carlos Pasqualin e Ulisses Vertuan, com apoio de Ana Clara Atui, fizeram precisas manobras no chão em meio ao público e também pendurados em tecido. Pura acrobacia! De tirar o fôlego!

A recompensa veio na base dos aplausos calorosos e fotos e filmagens por parte dos convidados da noite que viam ali exemplos de força, coordenação motora, flexibilidade e, especialmente, consciência corporal e trabalho em conjunto. Uma engrenagem que só funciona se todos estiverem na mesma sintonia.

Os artistas de Art no Ar, Gravidade Zero e Performático Éos levaram para dentro do Casa Cica um espetáculo inédito e que mexeu com o imaginário coletivo. De repente, o bar e restaurante ganhou um incrível ambiente circense, mágico e ousado.

Ana Maria parecia voar na gostosa noite de calor. Havia possibilidade de chuva, mas ela não se confirmou e a trupe pôde divertir, entreter e emocionar a todos ao fugir da lógica.

Veja fotos: 

Arte de Colombera

Outra atração na festa do JundiAqui foi a exposição de Ricardo Colombera das obras que marcam a estreia na pintura desse famoso tatuador de Jundiaí.  E elas impressionam pela força e vibração "pós-apocalíptica" do artista, nas quais se vê monumentos conhecidos da cidade, caso da Ponte Torta e da Torre da Cica, assim como figuras de destaque como Tainan Franco.

Dupla do som

O cantor e tecladista Renato Viana e o violonista Décio Scalle interpretaram grandes clássicos da MPB na noite de terça. Voz poderosa, instrumental preciso e uma gostosa viagem sonora.

Fotos: João Ballas, Lígia Ballas e Edu Cerioni 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Lígia Ballas
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Povo dos motoclubes balança no ritmo do rock o Parque da Uva

“Domingo no Parque” foi marcado pelo Encontro de Motociclistas de Jundiaí

Trio em Transe se joga na Tropicália em noitada no Koh Samui

Quem precisava ouvir aquela canção do… Caetano, Chico, Gal se deu bem

Crianças criam brinquedos em casa com reciclável e fazem sucesso na escola

Emeb do Morada das Vinhas une a família em um projeto dos mais interessantes às vésperas do Dia das Crianças

Jundiaí entra na rota de vinhos finos com uva Syrah

Bebida foi produzida pela Escola Técnica Benedito Storani
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.