Jundiaqui
Jundiaqui

Três “Violões Brasileiros” no Sesc

Jundiaqui
8 de agosto de 2019
Paulo Bellinati, Marco Pereira e Daniel Murray se apresentam neste sábado

O concerto deste mês do projeto "Violões Brasileiros" tem dois mestres consagrados do instrumento, Paulo Bellinati e Marco Pereira, que convidam um dos mais talentosos músicos da nova geração, Daniel Murray. A apresentação ocorre neste sábado (10), às 19h, no teatro do Sesc Jundiaí.

Paulistanos, Paulo Bellinati e Marco Pereira nasceram no mesmo mês de setembro, em 1950, com uma diferença de apenas três dias. Conheceram-se quando cursavam o Conservatório Dramático e Musical do Estado de São Paulo, onde frequentavam aulas de violão com o mesmo mestre: o uruguaio Isaías Sávio.

Paulo Bellinati é considerado um dos maiores nomes do violão brasileiro contemporâneo, além de compositor, arranjador, multi-instrumentista, produtor e pesquisador respeitado. Trabalhou com Steve Swallow, Carla Bley, Edu Lobo, Chico Buarque, MPB-4, João Bosco, Leila Pinheiro e Gal Costa, com a qual recebeu o Prêmio Sharp 94 de melhor arranjador pelo disco “O Sorriso do Gato de Alice”. Participa também do grupo instrumental Pau Brasil, um dos mais respeitados do gênero. Mais recentemente formou um duo com o violonista Marco Pereira realizando concertos pela Europa, Brasil e USA.

Marco Pereira é um violonista, compositor e arranjador brasileiro. Realizou seus estudos de violão sob a orientação do mestre uruguaio Isaías Sávio no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo. Viveu na França por cinco anos e recebeu o título de Mestre em Violão Clássico pela Université Musicale Internationale de Paris. Na Espanha, obteve dois prêmios em importantes concursos internacionais: Concurso Andrés Segóvia (Palma de Mallorca) e Concurso Francisco Tárrega (Valência). Ao longo de sua extensa carreira, gravou com importantes artistas do cenário musical brasileiro.

O carioca Daniel Murray desenvolve ativa carreira como intérprete e compositor, apresentando-se no Brasil e no exterior. A conquista de seu primeiro prêmio, no ‘Concours International de Guitarre de Trédez-Locquémeau’, na Bretanha, França, aos 15 anos de idade, marca o início de sua carreira. Sua discografia é composta por onze álbuns, cinco dos quais dedicados ao violão solo.

A inteira custa R$ 20,00 (inteira). O Sesc Jundiaí fica na Av. Antonio Frederico Ozanan, 6.600, Jardim Botânico.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Maresia

Por Vera Vaia

Nos tempos do sorvete azul da Cremilk

Por Nelson Manzatto

Roberto e Elaine ganham as Harley-Davidson do Maxi

Eles foram os sorteados da campanha de Dia dos Pais do shopping

Refogado vai ter festa da apoteose no Grêmio da Rangel

Tradicional encontro no fim do bloco troca a Ponte São João pelo próprio Centro. Veja fotos da festa de sábado…
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.