Jundiaqui
Jundiaqui

Vem aí “Janelas para o imaginário – a arte de contar histórias”

Jundiaqui
14 de agosto de 2019
Quem ministra o curso é Luiza Bittencourt e aberto ao público em geral

Atriz há 15 anos e nos últimos 10 anos trabalhando com contação de histórias, Luiza Bittencourt oferece entre 21 de agosto e 11 de setembro, nas noites de quarta-feira, o curso de contação "Janelas para o imaginário - a arte de contar histórias".

Ela avisa que é um curso bem dinâmico e interativo. "Vamos falar sobre as diferentes formas de contar histórias, como escolher um repertório de acordo com a faixa etária do seu público, vamos falar um pouco sobre os recursos ilustrativos para contar histórias como objetos, fantoches, música, etc. Ainda teremos um pouco de exercícios de expressão corporal e vocal e de como ler em voz alta contando a história com o livro na mão".

Para iniciantes, aqueles que tiveram pouco ou nenhum contato com a arte da narrativa, é ideal a aos novos educadores, especialmente, além dos que queiram ou necessitem se lançar nesse universo de contar histórias. O investimento é de R$ 150,00, com 20% de desconto para professores.

Luiza comandou junto com Paula Miurim a Cia na Ponta da Língua desde 2009, se apresentando em todos os palcos dessa cidade e viajando para muitos festivais como convidadas. Este ano tem trabalhado em parceria com a diretora argentina Ana Woolf no espetáculo “Lazos – extranjeras em nuestras propias tierras”, atuando com a atriz Natalia Tesone também da Argentina. "Com este trabalho nos apresentamos no Festival Internacional Magdalenas 2da Generación em Buenos Aires em maio deste ano e também no IV Festival Transit na Dinamarca em junho", diz.

Ela prossegue: "Sigo com a contação de histórias, estou criando novos projetos como espetáculos, mediação de leitura em bibliotecas, palestras para educadores e cursos. Estou me propondo em aprofundar minhas pesquisas, que agora vão de encontro com algo mais teatral".

Informações e inscrições por WhatsApp pelo (11) 9.9299-9429. OU visite o site da Luiza.



Fotos: Divulgação
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Jundiaiense fala do medo que sentiu com terremoto no México

Gabriel Nunes conta sobre segundos que pareciam intermináveis de pânico coletivo

Leoa enjaulada

O coração explodia no peito daquela menina que queria mudar de vida, mostra Cláudia Bergamasco

Boneco de Neve continua animando a garotada

Pista de patinação do Maxi Shopping recebe um visitante especial aos domingos e quartas

Na seleção da Islândia uma jundiaiense é a numero 1 dos estudos

Beatriz Ladeira tem 15 anos e venceu uma disputa nacional em matemática, história e, acreditem, no idioma nórdico que vem desde a época dos vikin [ ... ]
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.