Jundiaqui
Jundiaqui

Vida fácil

Jundiaqui
29 de janeiro de 2018
Por Valquíria Malagoli

Sou uma mulher de vida fácil.

Quando reclamo... é de barriga cheia!

Nem estudei para tal, mesmo assim, alcancei o devido respeito dentro da vereda literária, que escolhi percorrer.

Sou, portanto, uma mulher de vida fácil... e muita sorte.

À parte isso, é verdade que eu ficaria mais feliz se me lessem com a mesma frequência com que me inquirem sobre o quanto ganho escrevendo.

Mas, ok. Releve-se. Afinal esse fenômeno já, não por acaso, fora escrito desde a bíblia até o pequeno príncipe: “As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: ‘Qual é o som da sua voz?

Quais os brinquedos que prefere? Será que coleciona borboletas?’ Mas perguntam: ‘Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa?

Quanto ganha seu pai?’ Somente então é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: ‘Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado...’ elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma ideia da casa. É preciso dizer-lhes: ‘Vi uma casa de seiscentos contos’. Então elas exclamam: ‘Que beleza!’.”.

Casei-me com o Eu poético ainda na infância. Já antes da escola, quando eu tivera, na marra, as lições nas quais aprendera para o que as mulheres como eu servem. Embora eu às vezes o traia com um amor humano, ele me ama sobremaneira, e, por sua vez, de maneira alguma deixa de falar por mim o que esta minha boca (que mandaram calar) desaprendeu a dizer.

Sou uma mulher de vida fácil, muita sorte... e precoce. Ah, claro, e bem casada.

Meus filhos sempre estiveram na boca do povo como os mais amados; os mais saudáveis; sempre gozaram boas tanto a situação financeira quanto a estrutura familiar. Afora isso, mamaram, sim, neste peitinho aqui que a terra há de comer, até seus dois anos de idade. E faziam-no ouvindo Pink Floyd.

Hoje eles seguem saudáveis, independentes e, o melhor de tudo: têm sonhos psicodélicos. Ambos escolheram seguir carreiras ligadas às letras e às artes, entretanto, ninguém adivinha de onde isso possa vir nem algo ou alguém que os possa ligeiramente ter influenciado.

Sou uma mulher de vida fácil, muita sorte, precoce, bem casada, certo bom gosto musical... e um fantasma.

E sendo fácil minha vida, posso levá-la além de levar mais: as críticas em função disso e daquilo e daquilo outro, sucessivamente ouvidas e devidamente esquecidas na minha aljava de esquecimentos necessários para a sobrevivência da espécie.

Sou, perdoem-me, uma mulher de vida fácil, blablablá... e de fácil perdão.

Sou uma sobrevivente nesse mundão de cada um com seu cada qual.

Meus amigos, meus parentes, meus meros conhecidos, todos sem exceção me aconselham a levantar as mãos para os céus e agradecer, afinal, a vida está difícil para todos, menos, obviamente, para mim.

Agradeço. Sou, sim, mulher de vida fácil, todavia, mal-agradecida não sou não.

Tenho tudo. Sobra-me para o sustento e, inclusive, para a partilha. Partilha real e compartilhamento on-line quando isso também não me enche o saco!
Enfim, eu adoraria ficar aqui contando as vantagens de ser uma mulher de vida fácil, e dando lições de moral sobre como com amor tudo fica assim tão naturalmente fácil.

Acontece que isso terá que ficar pra outra oportunidade, pois, tenho casa, trabalho, filhos e mais cinco gatos – cada um com sete vidas (fáceis) – pra eu cuidar.

Valquíria Malagoli é poetisa e escritora

Jundiaqui
Você vai
gostar de

As Bahias e a Cozinha Mineira com Liniker no Sesc

Grupo traz canções próprias e faz releituras de importantes autores da música brasileira

Terça tem Festival Internacional de Curtas

É no Sesc e com entrada gratuita até a sexta-feira. Veja os filmes…

De volta às serestas

Por Guaraci Alvarenga

DIA DA MULHER \ Carla Borges pilota avião da Presidência da República

Jundiaiense entrou para a história como a primeira mulher no comando de um caça da Força Aérea
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.