Uma versão mais poderosa do iogurte

Por Mariana Parra Kefir é riquíssimo em probióticos, extremamente benéfico para a digestão e saúde do intestino. Apresenta proteínas, é rico em cálcio e vitaminas do complexo B, entre outros nutrientes, podendo ser considerado uma versão mais poderosa do iogurte. Trata-se de um leite fermentado na presença de grãos ricos em bactérias ácido-lácticas, bactérias ácido-acéticas e leveduras. Esses microorganismos convivem em simbiose envoltos por uma matriz de um polissacarídeo de nome Kefiran. Complicou? O que você precisa saber mesmo é que tem cerca de 100 calorias, 7 a 8 gramas de carboidratos e 3 a 6 gramas de gordura, dependendo do tipo de leite que é usado. Ah!, o gosto é azedo como o iogurte, porém tem uma consistência mais fina. É excelente para sistema imune, saúde da mulher, saúde dos ossos, flora intestinal, prevenção de diversos problemas de saúde devido a sua diversidade de nutrientes. Pegue um frasco com tampa. Coloque 2 colheres (de sopa) de sementes de kefir. Adicione mais ou menos 2 xícaras de leite, de preferência orgânico ou mesmo cru. Tem que sobrar pelo menos um centímetro de espaço no topo do frasco – você pode adicionar um pouco de creme gordo se quiser que o kefir fique mais espesso. Tampe e deixe descansar por um mínimo de 12 horas e até o máximo de 36 horas em temperatura ambiente. Uma vez que começa a apresentar textura granulosa, está pronto. Depois, passe o líquido pela peneira, o que deixa para trás as sementes de kefir originais. Agora, coloque as sementes em um novo frasco com um pouco de leite e o processo começa novamente. Pega essa receitinha para seu café da manhã, um shake: bata o preparado de kefir com 1 maracujá, canela gosto, 1 colher (sopa) de sementes de girassol e 1 colher (chá) de açúcar de coco. Mariana Parra é nutricionista
Continue lendo “Uma versão mais poderosa do iogurte”