Jundiaqui
Jundiaqui

Continuamos na Nossa volta à Ponte. E como foi lindo…

Jundiaqui
5 de março de 2019
Bloco muda de horário, encolhe mas consegue o que queria: reunir a família sãojoanense no samba

Edu Cerioni

Bloco criado em 2008, o Continuamos na Nossa animou as ruas da Ponte São João até 2017, em percurso que incluía a avenida São João e a rua Carlos Gomes. Em 2018, foi um dos "obrigados" a subir ao Centro para poder levar sua alegria às ruas, deu certo mas não era aquele o seu público. O retorno ao bairro nesta segunda-feira (4) provou que ali é seu lugar.

O número de foliões diminui acentuadamente em relação aos últimos anos,  até pela escolha do horário, 11 horas, mas ninguém da direção se importou. Valeu levar a folia ao sãojoanense.

Comandado por Altevir Cecatto e amigos, o Continuamos tem como sua casa o Clube Estrela da Ponte, onde começou e terminou esse desfile de 2019, em trajeto mais curto e ainda assim balançante. E foi além: quando o trio-elétrico comandado por Wandão e Tom Nando, dois cantores nascidos no bairro, passou em frente à casa de Picôco Barbaro foi emocionante a homenagem feita ao ex-colunista social do JundiAqui. Sua sobrinha Maria Fernanda Barbaro Coutinho foi festejada e abraçada na porta de casa e chorou muito de saudade.

Quem aprovou o percurso foi Pedro Beagim, ex-vereador e que foi para a porta da Extintores Jundiaí junto aos funcionários saudar a turma da folia. Muitos moradores da Ponte saíram às calçadas para ver o bloco passar também. Uma curiosidade: pelo caminho, postes coloridos, trabalho da artista Helena Tavares Coutinho, exclusividade da Vila Joana e Ponte.

O nome Continuamos é uma homenagem ao já extinto Estamos na Nossa e tinha muita gente desse antigo bloco na folia desta segunda, entre eles o próprio Wandão.

Veja fotos exclusivas do JundiAqui: 

Fotos: Edu Cerioni
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Jundiaí tenta quantificar poluição do ar

Por José Arnaldo de Oliveira

“Revista Japy” tem lançamento nesta sexta

São 64 páginas de diversos artistas e com tema “Tudo é finito”

O negócio é amor

Por André Kondo

Nova Coca-Cola sabor café é feita em Jundiaí

Que tal um cafezinho gelado a qualquer hora do dia por até R$ 2,50 a latinha de 220 ml?
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.