Jundiaqui
Jundiaqui

Entrudo nonsense

Jundiaqui
14 de setembro de 2019
Por Renata Iacovino

Neste carnaval
Quero arrancar a fantasia
Que visto o ano todo
Andar desnuda
Sobre o piso da hipocrisia
Chocando-a, bem como aos jurados

Neste carnaval
Quero pôr minha alma pra sambar
Tirar dez no quesito evolução
Impressionar na harmonia
Obedecer ao mestre de bateria
Este que dá ritmo ao coração

Neste carnaval
Vou em busca de outra passarela
Dar cor diversa à quarta-feira
Eu que já fui Mangueira
E também abracei a Portela

Neste carnaval
Tirarei as vestes pra desfilar
E em meio à multidão
Ninguém vai me encontrar
O grito que darei
Tão só, vai ecoar
No meu próprio altar

Renata Iacovino é cantora e poetisa
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Cozinha intuitiva

Pelo chef Manuel Alves Filho

Couscous marroquino doce

Por Paulo de Luna

Chuí, aqui estamos nós

Por Eusébio Santos

Coopercica te leva pra dentro da fábrica de chocolate

Promoção vai sortear cooperados para que conheçam como é feito o D’viez
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.