Jundiaqui
Jundiaqui

Em maio, Jundiaí recebe “O Barato de Iacanga”

Jundiaqui
12 de março de 2019
Documentário sobre o lendário Festival de Águas Claras vai passar no Sesc

José Arnaldo de Oliveira

Em maio, Jundiaí terá a oportunidade de testemunhar a maior produção audiovisual sobre um evento mitológico da música popular brasileira. Trata-se do filme “O Barato de Iacanga”, que está entre os selecionados do festival "É Tudo Verdade" ("It's All True") e passa em abril por São Paulo e Rio de Janeiro e em maio pelas unidades do Sesc em Santos, São José dos Campos, Araraquara, Sorocaba e Jundiaí.

Para quem não sabe, foi o mais lendário evento ao ar livre dedicado à nossa música. O documentário é uma produção da Big Bonsai e do canal Curta.

Com quatro edições nas décadas de 70 e 80, ainda em tempos de regime militar, o Festival Águas Claras reuniu na cidade de Iacanga, na região de Bauru, nomes com Gilberto Gil, Raul Seixas, João Gilberto, Egberto Gismonti, Novos Baianos, 14 Bis, Hermeto Paschoal, Grupo Capote, Alceu Valença, Jorge Mautner, Walter Franco e muitos outros. Foi uma espécie de Woodstock, mas ainda com cara brasileira.

O lançamento do filme ocorreu em janeiro na Itália, no "Festival Seeyousound". O jovem diretor Thiago Mattar descobriu a história por seu pai que esteve lá e pela colaboração do organizador Leivinha, que também estava na casa dos 20 anos na época.

Em entrevista para a revista "Noize", ele comentou ser uma pena que a atual geração pense que a era dos festivais começou com o Rock in Rio, dez anos depois de Iacanga. “Ali já era uma coisa tão comercial que nem surpreende o sucesso. Agora, é certeza que nenhum festival impactou mais o contexto de uma época que aqueles. E seu legado continua nos festivais independentes”, comenta.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Na estrada para Angkor Wat – Camboja

Por André Kondo

Fábio Zanon em concerto de cordas sábado

Espetáculo no Polytheama também terá Elisa Fukuda como solista

Di Fiori tem promoção Primavera em dobro

Cliente faz um parte de lentes e ganha outro. E ainda tem a estreia da nova linha de óculos de sol

Camaleão Eduardo Dussek toca sábado no Coreto

São mais de 40 anos de carreira deste artista que vem provando que o Mal de Parkinson não é maior do que seu talento
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.