Jundiaqui
Jundiaqui

Gianlucca Mauad está no filme sobre Edir Macedo

Jundiaqui
19 de maio de 2017

O garoto de Jundiaí será Moysés, filho do pastor, no primeiro episódio da trilogia


Gianlucca Mauad vai voltar a brilhar no cinema, desta vez em “Nada a Perder”, nome do primeiro de três filmes sobre a vida do bispo Edir Macedo, dono da Rede Record. O ator jundiaiense de 7 anos vai fazer o papel de Moysés, que é filho de Edir.


Trata-se de uma superprodução que vai ter R$ 16 milhões de investimento, com previsão de que o primeiro episódio chegue às telonas no começo de 2018.


Gian vai saltar dos comerciais de TV – é uma graça ele nos intervalos de canais como o Cartoon Network – para o cinema, comemora sua mãe, Luana Lima.


A cinebiografia autorizada do bispo evangélico terá Petrônio Gontijo no papel do empresário fundador e líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus.


Beth Goulart é quem faz a avó de Gian, que terá ao lado no elenco também Rodrigo Farô. A direção é de Alexandre Avancini, responsável por novelas da TV Record e pelo recordista de bilheteria “Os Dez Mandamentos — O Filme”.


Petrônio vai estrelar seu primeiro protagonista, depois de atuar em outras longas, entre eles “Os Dez Mandamentos”, o maior sucesso de bilheteria do Brasil, com 12 milhões de pessoas na plateia.


O filme começou a ser rodado em abril, em São Paulo, sendo que terá locações no Rio de Janeiro, Nova York, Jerusalém e Joanesburgo.


O livro “Nada a Perder” já vendeu mais de 7 milhões de exemplares, traduzidos para cinco idiomas.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Inos Corradin é um brinde à criatividade

Nosso italianíssimo pintor e escultor tem a arte correndo nas veias. Técnica, ele diz, se aprende, mas para ser artista de verdade é preciso mais

Primeiro faroeste da América Latina saiu de Jundiaí

‘O Cavaleiro da Serra’ foi rodado aqui em 1939, nos conta Celso de Paula. Com fotos da Ideal/Sebo Jundiaí

Primeira-dama do Estado traz padaria artesanal para cá

Lu Alckmin esteve em Jundiaí nesta quinta

Copa Paulista fica sem o Galo, seu maior campeão

Time de Jundiaí venceu a competição três vezes e foi vetado por conta do rebaixamento
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.