Jundiaqui
Jundiaqui

“Jezabel” estreia com ator-mirim de Jundiaí na trama bíblica

Jundiaqui
23 de abril de 2019
Gianlucca Mauad, 9 anos, está na novela da TV Record, que vai ao ar às 20h45

A protagonista da mais nova produção bíblica da Record TV é uma mulher forte, determinada e à frente do seu tempo. Trata-se de Jezabel (Lidi Lisboa), uma princesa fenícia, filha do rei Etbaal (Luciano Quirino), que reza para os ídolos de sua terra e que se casa com o Rei do Reino do Norte, Acabe (André Bankoff). A produção estreia nesta terça (23), às 20h45. A novela "Jezabel" tem no elenco também um jundiaiense: Gianlucca Mauad, 9 anos.

Gian (na foto abaixo com Jezabel) será o príncipe Baruch, filho da personagem Queila, interpretada pela atriz Juliana Knust. É um personagem importante...

Queila é viúva de Hailama, príncipe da Fenícia, cunhada de Jezabel, mãe de Baruch. Mulher forte, bondosa, mas que traz consigo uma iniquidade do passado. Vai com o filho e Jezabel para Samaria. Lá fica doente e é cuidada por Barzilai, por quem acaba se apaixonando. Por trair Jezabel, contando a Acabe que a rainha armou um plano contra o general, é condenada à prisão pela cunhada e foge para Sarepta com Baruch. Ali, acolhe o profeta Elias e recebe as bênçãos do Senhor, como os milagres da farinha e do azeite, que não se acabam, entre eles a ressuscitação do seu filho.

Parte do elenco esteve no Marrocos para gravações externas, sendo que Gian grava sua participação nos novos estúdios da emissora em Paulínia.

 

Jezabel vai usar toda a sua beleza, muita sedução e bastante maldade para impor a adoração de seus deuses pagãos ao povo israelita. No início do seu tempestuoso reinado, até consegue que a maioria acate suas mais improváveis imposições, mas ela não conta com a presença do profeta Elias (Iano Salomão) que se transformará no seu maior adversário.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Carlos Zaik espalha a semente do cinema entre os jovens

Ele comanda o projeto “Câmera na Mão” em Jundiaí, selecionado pelo Proac

Bonita e docinha, uva vende muito na festa

Produtores comemoram e expectativa é de que mais de 100 toneladas sejam negociadas durante evento

O caos do fim de governo

Por José Arnaldo de Oliveira

Lição de moral

Por José Renato Nalini
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.