Jundiaqui
Jundiaqui

Premiado no Uruguai, filme com jundiaiense vai a Cuba e agora à Índia

Jundiaqui
23 de dezembro de 2019
"Divino Amor" se passa em 2027 e conta com o ator Julio Machado, que faz "Malhação" na TV Globo

Em cartaz no Cine Itaú em São Paulo até esta quarta-feira (25), o filme "Divino Amor" chagou ao Festival de Cinema da Índia, isso depois de vencer prêmio no Uruguai - é uma coprodução daquele país com o Brasil - e também estrear em Cuba, Berlim (Alemanha) e outros países. Tem como protagonistas Dira Paes e o jundiaiense Julio Machado.

No Brasil de 2027, Joana (Dira) é uma devota religiosa e funcionária de um cartório, que usa o ofício também como instrumento de sua fé e dificulta divórcios. Joana acredita na força do matrimônio, e ao recuperar relações, barganha com Deus pela obtenção de seu próprio milagre: uma gravidez muito desejada. Ao seu lado, também tem a "Congregação Divino Amor", um ambiente que reúne casais para uma espécie de terapia com técnicas progressistas liberais, mas sob viés estritamente religiosos.

E neste Brasil de 2027, que por vezes muito se parece com o de 2019, a religião permeia diversos setores vida, incluindo o Estado, assim o filme não é um debate sobre a fé, mas sobre como há apropriação dela pelas instituições.

 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Turma do pedal noturno é cada vez maior em Jundiaí

Ciclistas se reúnem no estacionamento do Paço Municipal e dali partem para passeios pela região

Guilherme Salas acelera nas provas da faculdade antes da Corrida do Milhão

Aliviado pelo primeiro pódio na Stock Car, piloto de Jundiaí espera outros bons resultados

Amigo Secreto do JundiAqui vende quadro de Inos e ajuda Bem-Te-Vi

Cada Cica ainda tem mais 12 obras doadas para instituições à espera de compradores

“Revista Japy” tem lançamento nesta sexta

São 64 páginas de diversos artistas e com tema “Tudo é finito”
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.