Jundiaqui
Jundiaqui

Crônica da Cozinha – Carrinho da vovó

Jundiaqui
3 de março de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho

Aproveitei o dia para reabastecer a geladeira e a despensa. No hortifrúti, comprei hortaliças, frutas, legumes e ervas. No supermercado, arroz, feijão e ingredientes para fazer bolo (farinha, ovos, leite). Nas duas compras, o mínimo possível de produtos industrializados. E nenhum alimento ultraprocessado, aquele que contém uma carrada de substâncias que terminam com “ante”, como corantes, aromatizantes, emulsificantes, acidulantes etc. Tento ser coerente com aquilo que falo em minhas palestras e aulas e com aquilo que escrevo em minhas colunas, blog e redes sociais.

Quando passava pelo caixa do supermercado, uma senhora aparentando uns 75 anos também encostou o seu carrinho. Ela tinha um ar tranquilo e trazia uma fivela prateada presa aos cabelos. Vestia uma blusa um tanto grossa para um dia ensolarado, mas dizem que quando envelhecemos ficamos mais friorentos. Assim que a caixa começou a contabilizar minhas compras, a senhora tratou de colocar as suas sobre a esteira.

Não tive como não me surpreender com os itens adquiridos por ela. De cara, a vovozinha despejou uns dez steaks de frango congelados. Na sequência, entornou uns cinco lanches igualmente congelados, “prontos para ir ao micro-ondas”, como orienta a embalagem. Quando ela pegou o pote de “tempero pronto”, eu tratei de pagar a conta e de sair apressadamente daquele lugar.

Eu e outros cozinheiros, jornalistas gastronômicos e nutricionistas vivemos chamando a atenção para a importância de valorizarmos os alimentos naturais e de transmitirmos esse princípio a nossas crianças e jovens. Entretanto, não consideramos que nossos idosos também podem, eventualmente, precisar de orientações nesse sentido. Afinal, nem todas as vovós da contemporaneidade são dadas a picar cebola e alho para refogar o arroz e nem cortar um pedaço de acém para fazer uma singela e saborosa carne de panela. Que fase!

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Serra do Japi tem nova descoberta: aranha que “usa” a luz

Essa “aranha de caranguejo” tem uma aparência branca, com um amarelo vivo na ponta das patas

Start up jundiaiense faz palestra sobre agricultura orgânica

É nesta quarta, sobre mercado e os trâmites necessários para conseguir o selo “Orgânico Brasil”

Revolução de 1932: Jundiaí bombardeada por avião de Getúlio

A história foi publicada em jornais, mostra Vivaldo José Breternitz

Fernanda Abreu e Edson Cordeiro cantam no Sesc

Confira a programação completa para agosto, com Convenção JundComics, festival de teatro e até Harry Potter
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.