Jundiaqui
Jundiaqui

Dia da Maldade

Jundiaqui
19 de janeiro de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho

Hoje é Sexta-feira. Dia da Maldade. Dia de dar um tapa no beiço. Dia de matar o bicho. Dia de acender a lamparina. Dia de abraçar o palhaço. Dia de ajoelhar na jaca. Dia de passar da conta. Dia de chegar em casa com labirintite. Dia de falar com a boca cheia de moeda. Dia de mentir para o cônjuge que foram apenas dois ou três drinques. Dia de jurar que jamais vai beber assim de novo, pelo menos até o próximo Dia da Maldade.

Foto: Ronei Thezolin
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Clube da Lady em festa pelos 58 anos e com três homenagens

Noite terá agradecimentos especiais a José Renato Nalini, Miguel Haddad e Nailor Gropelo

Feira da Amizade fica só na saudade

Depois de resgatada pela administração Bigardi, festa é descartada agora

Já temos 5 títulos mundiais garantidos na Copa da Rússia. Já tá bom?

Por Rafael Porcari

O movimento é ‘loko’ na madrugada

Rua Marechal Deodoro da Fonseca, Centro, Jundiaí, 13.5.17, 1h00
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.