Jundiaqui
Jundiaqui

Dia da Maldade

Jundiaqui
27 de julho de 2018
Pelo chef Manuel Alves Filho

Hoje é Sexta-feira. Dia da Maldade.

E embora não seja o Dia do Amigo, como sexta passada, é dia de exercitar, ao lado de um parceiro ponta firme, o sagrado direito à glutonaria.

Dia de dividir a porção de torresmo com ele. Dia de compartilhar o quinhão de pernil com o irmão de opção.

Dia de deixar que o brother escolha a marca da cerveja, porque brother que é brother jamais adiciona milho na parada.

Dia de saudar a vida e saldar a dívida com a fraternidade, visto que a existência tem a duração de um gole rápido em uma noite quente de festa.

Hoje é Sexta-feira. Dia da Maldade.

E embora não seja sexta-feira 13 como a retrasada, é dia de Maldade Impiedosa. Dia de provocar a fome alheia sem dó.

Dia de atiçar o gordinho que vive em cada um.

Dia de somar provocação e calorias até numa saladinha despretensiosa.

Dia, enfim, de meter o pé na jaca, a mão na cumbuca e a boca cornucópia!

Foto: Ronei Thezolin
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Saber atacar

Por Marcel Capretz

Book Lovers Kids realiza 2ª edição de Feira de Livros no Maxi

Feira tem mais de três mil títulos; nos domingos 1º, 8 e 15 de abril haverá contação de histórias

Até domingo tem o Menino Maluquinho no Maxi

Ele vem para curtir junto com a garotada do Maluquinho Futebol Clube

Vaca atolada do Kekerê é festão no feriado

Últimos convites ainda estão à venda por R$ 40,00. Vai ser no Natura e com muito som
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.