Jundiaqui
Jundiaqui

Terça começa curso com super chefs e inspirado na francesa Le Cordon Bleu

Jundiaqui
5 de abril de 2019

  1. Curso profissionalizante de gastronomia básica terá duração de dois meses com Simone Borsolari e Fabiano Vieira


Edu Cerioni

Mesmo aos que têm a graça de ter nascido com a mão boa para cozinhar e especialmente aos que só sabem o básico do arroz, feijão e bife, meu caso, uma grande notícia: vem aí um curso profissionalizante de gastronomia básica que é inspirado na francesa Le Cordon Bleu, a mais respeitada escola mundial de gastronomia. E o melhor: com Simone Borsolari e Fabiano Vieira dando aulas, dois chefs que dominam tudo dessa arte e têm também um outro talento, tão importante quanto, que é o de saber dividir seus conhecimentos.

Regozijo humano, comer bem depende de diversos fatores. Um deles é a preparação do prato. Com duas horas e meia de duração cada aula, nos próximos dois meses, eu e alguns aprendizes estaremos juntos nas noites de terça e quinta-feira, a partir das 19 horas, buscando um aperfeiçoamento que renove a cada dia esse prazer à mesa nosso e de outros (futuros sortudos) que nos rodeiam ou ainda que lhe abra as portas das cozinhas dos mais variados restaurantes.

O investimento é de R$ 2.880,00 para as vinte aulas que começam neste 9 de abril. Cada um também deve apresentar uma faca de legumes, uma faca do chef de 8 polegadas, uma faca de desossa, uma pedra de amolar, uma tábua em PVC para cortes e um pano de prato. No mais, é arregaçar as mangas e se jogar nas técnicas universais da cozinha.

Simone conta que o curso foi desenvolvido conforme o plano de carreira existente nas cozinhas brasileiras, para que o aluno seja devidamente capacitado a exercer a função que escolher dentro da hierarquia dos restaurantes. "Nossos cursos são 100% práticos e todos certificados pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes", avisa.

Dividido em módulos, começa mostrando a função de um auxiliar, com a questão de higiene, armazenamento dos produtos, organização da cozinha, além de técnicas de cortes e de aproveitamento integral dos alimentos.

Vem depois o preparo de bases de alguns pratos específicos, como se fazem as saladas internacionais, diferentes caldos e fundos, uso de ervas e especiarias...

Em terra de descendentes de italianos, claro que tem o ponto de cozimento de massas industrializadas e como se faz massas caseiras e os molhos clássicos. Haverá aula de panificação, doce e salgada, e de pizza.

Se trabalha ainda o frango, a carne de porco e a bovina, com ensinamentos sobre mal passado, ao ponto e bem passado. Como se limpa e fileta o peixe, o preparo de moqueca, casquinha de siri e outras como lula à doré.

O vinho ganha capítulos especiais durante as vinte aulas.

Para saber mais, ligue (11) 4522-2766 ou (11) 9 6615-0071. O e-mail é contato@simoneborsolari.com.br. O site é o  www.simoneborsolari.com.br. A escola de gastronomia fica na avenida Fernando Arens, 1.051, Vila Progresso.



Fotos: Arquivo Pessoal e Foco na Panela

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Chupa que é de Uva faz festão com encontro de bateria na Casa Cica

Com ingressos esgotados, esquenta acontece nesta quinta-feira (25), a partir das 19h O Bloco Chupa que é de Uva, de Val Júnior, realiza nesta quinta [ ... ]

Sogno o realtà?

Prefeitura de Jundiaí diz que agora projeto de aulas de italiano nas Emebs vai ser realidade; em 2013 durou só três meses o sonho

Racismo em questão na telona e nos debates

“Eu Não Sou Seu Negro” tem exibição neste sábado no Sindicato dos Metalúrgicos

As saudades que sentimos

Kelly Galbieri
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.