Jundiaqui
Jundiaqui

Aposentados da Caixa em Jundiaí fazem festa em pleno 5º dia útil

Jundiaqui
6 de outubro de 2017
Dezenas de ex-gerentes bancários se reuniram nesta sexta para colocar o papo em dia

Edu Cerioni

Se foi de propósito a escolha da data, ninguém revelou. Mas em pleno quinto dia útil de outubro, enquanto os bancos ferviam, essa sexta-feira (6) de muito calor foi cheia de cervejinha, polenta frita, torresmo e bom papo para quase 90 aposentados da Caixa Econômica Federal de Jundiaí.

Eles se reuniram no Restaurante Spiandorello, cercado de muito verde no Caxambu, para relembrar os bons tempos de banco e matar a saudade.

Começou antes do meio-dia e a conversa foi longe - com uma pausa para curtir o famoso macarrão da casa.

Aposentados sim. Antiquados, não! O encontro foi organizado pelo WhatsApp...

Presença comemorada na festa foi de dona Leila D'Avila, que mora em Jacareí. Aos 77 anos, é a veterana da turma.

Lilian Pupo, que criou o grupo no "zap", conta que um foi chamando o outro e já tem uma centena de amigos que trocam ideias pelo aplicativo, entre eles Henrique Parra Parra, colunista do JundiAqui.

O começo da brincadeira foi com uma homenagem a dona Luiza Schmidt Soto, já falecida, que foi a primeira gerente mulher de banco em Jundiaí, nomeada em 3 de março de 1952. Seu filho até levou o documento dela para exibir. Outras histórias surgiram, fotos foram postadas, papo vai e papo vem, até o encontro recheado de abraços e sorrisos.

Ficou a certeza que o melhor da vida são as amizades que a gente faz. Por isso, eles já programam nova reunião - sem gravata ou pauta a seguir...

Veja fotos:

 Fotos: Edu Cerioni

 

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Outra vez férias sem Polytheama e com Glória Rocha inacabado

Teatro centenário reabre a partir de março, mas não há previsão para o Centro das Artes

Amor que se doa

Kelly Galbieri escreve sobre o milagre da vida promovido em sua família por um doador de órgão

Hoje tem circo na cidade, tem sim senhor!

Internazionale Circo Di Napoli chega com sua tenda para até 1.800 pessoas na Ozanan

Jovens: sinais de alegria e esperança na Igreja e no mundo

Por Dom Vicente Costa
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.