Jundiaqui
Jundiaqui

JundiAqui comemora quatro anos de “celebração da vida jundiaiense”

Jundiaqui
4 de outubro de 2018
Festa é um encontro entre cultura, arte, diversão, solidariedade e memória

José Arnaldo de Oliveira

A noite de terça-feira (2) marcou o quarto aniversário do JundiAqui no ambiente em que se tornou conhecido em Jundiaíe: um encontro de pessoas envolvidas com a vida da cidade e que possuem coisas em comum, como a célebre frase usada pelo ex-colunista social Picôco Barbaro, também homenageado in memoriam: Viva a vida.

Esse valor esteve presente na cerimônia festiva organizada pelo editor Edu Cerioni com atrações como a intervenção teatral-circense que uniu Performático Éos, Gravidade Zero, Art no Ar e Trupe Pling, a música da dupla Renato Vianna e Décio Scalle, a sonoridade do DJ Fer Junior e as telas com dirigíveis invadindo a Ponte Torta ou a Torre da Cica, de Ricardo Colombera.

O próprio local, a Casa Cica, também deu seu toque especial ao surpreender com versões especiais de “comidinhas de boteco”. E uma área verde especial, ao ar livre, recebia visitantes para imagens registradas pelo Studio João Ballas.

E que visitantes! Estavam por ali muitos jundiaienses ligados a iniciativas como a Coopercica, o Maxi Shopping, o Clube da Lady, o bloco Refogado, o Chupa Que é de Uva, o Celmi, a Celeti, o Natura, a Ótica Di Fiori, a Associação de Preservação da Memória da Companhia Paulista e muitos mais - empresários, advogados, jornalistas, professores, comerciantes, ativistas, músicos, empreendedores...

Um encontro entre trabalho, cultura, solidariedade, arte e memória que torna verdadeira a afirmação de “viva a vida” em tempos de dúvida.

Poderia até ser um alvo o cenário político e econômico – mas nada supera o simbolismo de amor à vida a presença de Dona Nina Cerioni, 95, ao lado de netas como Maria Fernanda e Carla no apoio familiar ao anfitrião da noite.
O mais profundo lado humano que une todos nós, dessa maneira, é um marco da atividade desses quatro anos do JundiAqui.

Entre os brindes sorteados no evento, por exemplo, estiveram preciosidades como os finíssimos livros elaborados pelos escritores André Kondo, Valquíria Malagoli e Tathy Marcondes (esta, inclusive, divulgando para o início de novembro o lançamento de um “zine literário”).

São jovens adultos e jovens veteranos que formam a comunidade do JundiAqui, com o termo “jovens” usado para aqueles que, como canta Milton Nascimento, não perdem a velha mania de ter fé na vida. E, no caso, envolvendo o amor, a crítica construtiva e também o orgulho por Jundiaí.

Nessa movimentação também se encaixaram a lembrança de brindes oferecidos para o sorteio como uma Smart TV Full HD, ingressos para o Moviecom Cinemas, chapéus da Chapéus Rio Branco, óculos de sol da Di Fiori, kits de produtos de beleza da Farmácia Raízes e vales-descontos de diversas lojas da cidade.

Tudo porque a soma das partes é muito maior do que cada produto. Ou também porque o encontro de pessoas em clima de carinho e amizade sempre é maior do que a própria realidade em si, ao renovar espaço para o sonho.

E a vida, como ensinou Calderón De La Barca, é feita sobretudo de sonho. Mas ninguém sonha sozinho. Viva a vida!
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Juventus comemora seus 80 anos de vida

Clube é a casa do cantor Rudy nas sextas. Neste sábado tem samba com pizza

Carpaccio Tradicional

Do livro “Grandes Receitas”, de autoria do chef Paulo de Luna, uma entrada saborosa

Crônica da Cozinha – Nosso tempo

Por Manuel Alves Filho

Receita francesa no Celeti, que abre inscrições para 2018

Culinária é um dos muitos cursos que o centro para a melhor idade oferece
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.