Jundiaqui
Jundiaqui

A correta preventiva do árbitro antes do clássico

Jundiaqui
26 de março de 2018
Por Rafael Porcari

Fui perguntado sobre a atitude do árbitro Raphael Claus em chamar a atenção preventivamente de São Paulo e Corinthians, através de seus treinadores e capitães, antes do reinício do jogo no segundo tempo neste domingo (25), no Estádio do Morumbi. Achei ótimo! Consciente, correto e zeloso para que o jogo não descambasse para a violência.

Se é possível fazer essa “resenha” antes do segundo tempo, percebendo que o clima está tenso, por que não fazê-la?

Uma coisa é você, durante a bola rolando, ficar conversando e não punir os lances técnica e disciplinarmente (ou seja: deixar de cumprir a regra e não dar os cartões amarelo e vermelho). Outra coisa bem diferente é chamar a atenção e pedir calma às equipes no intervalo, conscientizando-as da necessidade de menos bate-boca e mais bola rolando.

E a queixa do treinador Fábio Carille, sobre não ter sido cumprimentado pelo seu colega Diego Aguirre? Aguirre disse não ter visto/reconhecido Carille quando entrava em campo, pois estava atento ao jogo e passou “batido” por técnico adversário... Me parece que essa reclamação é uma forma de começar pressionando o adversário no próximo jogo, acirrando os ânimos. É a tática que Vanderlei Luxemburgo muito usava: quando em desvantagem, arranjava um subterfúgio e tirava o assunto principal – o jogo em si – para uma “confusãozinha paralela”. Faz parte do futebol.

Rafael Porcari é professor, comentarista esportivo e consultor sobre arbitragem

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

O Grêmio e a nossa mediocridade

Por Marcel Capretz

Praxx, a certeza da escolha certa da Santa Angela na região

Construtora promove visitas às obras do empreendimento em Itatiba

Kekerê leva sua feijoada ao Vianelo no feriado de agosto

Bloco afro do nosso Carnaval começa a se preparar para 2018 com festa no Bar Natura

O sucesso das radionovelas

Por Nelson Manzatto
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.