Jundiaqui
Jundiaqui

DIA DA MULHER / Michele deu toque cor de rosa às pistas de corrida

Jundiaqui
8 de março de 2018
A nossa “Penélope Charmosa” comanda, com charme, máquinas de tirar o folego

Michelle de Jesus, 36 anos, é a piloto de automóveis e caminhões de Jundiaí que mais sucesso fez nas pistas brasileiras e até em algumas fora daqui. Também apresentadora do programa de TV "Oficina Motor", do canal +Globosat, ganhou o apelido de "Penélope Charmosa" por conta dessa sua ligação com as corridas.

Ela é bela, elegante e marcou sua passagem pelas pistas: foi vice-campeã paulista de Marcas em 2010 e 6ª colocada no Brasileiro de Mercedes-Benz Grand Challenge em 2012. Disputou ainda provas da Euro Nascar em 2013 na França e da Grand-Am, nos EUA.

Na Fórmula Truck, dividiu com muita ousadia o espaço com “brutos” pilotos da categoria mais pesada do esporte sobre rodas, obtendo um oitavo lugar em Brasília em 2014.

Ela sempre faz questão de contar com algum detalhe cor-de-rosa no carro ou em suas roupas de competição.O brilho de Michelle é tão radiante a ponto dela ter dividido com uma estrela de Hollywood a maior campanha publicitária da Ford. Ao lado de Gerard Butler (ator e produtor escocês conhecido por trabalhos como o rei espartano Leônidas em “300”, entre outros), Michelle participou do filme de lançamento do Ford Focus Fastback.Nele, a piloto recebe de Butler a chave do Focus. Elegantemente trajada com um macacão, ela parte para um teste com o modelo pelas ruas de Mônaco, as mesmas onde são disputados as corridas do Grande Prêmio mais glamoroso da Fórmula 1.

As habilidades da jundiaiense também são frequentemente reveladas nos testes drive de que ela participa no programa “Oficina Motor”. Neles, ela conduz carrões esportivos, de luxo e mesmo carros mais populares, seja em pistas nacionais ou internacionais.

Michelle revela grande amor por Jundiaí, cidade onde passou a infância e grande parte da adolescência. A família de Michelle é daqui, mas ela, por uma opção dos pais, nasceu em São Paulo. “Mas meus pais moravam em Jundiaí. Sai do hospital e fui direto para a cidade, onde vivi grande parte da minha vida. Adoro Jundiaí, tenho lembranças muito boas da cidade.” Algumas das lembranças a que ela se refere são do bairro Malota e do tempo de estudos no Anchieta. Michelle é advogada formada pela Faculdade Anchieta.

“Com 14 anos, comecei a frequentar a oficina do meu pai, chamada Pégasos e que ficava na avenida dos Imigrantes. Tive a chance participar de vários cursos de treinamentos em mecânica oferecidos pelas montadoras de automóveis e por empresas de componentes automotivos. Antes disso, nunca tive muito interesse por carros. Os únicos carros que eu gostava eram os da Barbie (risos)”, lembra ela.

O automobilismo veio tempos depois. Michelle conta que participava de ações promocionais em corridas, principalmente na Stock Car. “Depois que vi o Losacco (Giuliano) vencer o Cacá Bueno numa disputa incrível é que decidi ser piloto.”

E como acontece com muitos aspirantes, Michelle teve que enfrentar muitas barreiras, principalmente as financeiras. “Vendi meu carro de uso para poder correr. Fiquei zerada, mas fui para as pistas.” No começo, ela não nega que “só corria atrás”. Mas a persistência a levou a bons resultados nas pistas em diferentes categorias, on e off-road.

A carreira de piloto foi de 2005 até 2015. “Parei porque achei que não valia mais a pena ir para as pistas sem grana”, revela. “Foi uma experiência maravilhosa, principalmente para mim que aprendi a pilotar praticamente por contra própria. Acreditei que conseguiria e consegui me dar bem nas pistas.”

Atualmente, Michelle mora em Vinhedo. “Mas estou sempre em Jundiaí, visitando meus pais. Não me esqueço nunca do quanto chorei de saudades da cidade nos primeiros anos que fui obrigada a morar longe.”

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Canadenses do vôlei treinam em Jundiaí

Reid Brodie, que já morou aqui por conta de intercâmbio do Rotary, trouxe meninas ao Bolão

Leandro Percário traz técnica do TFT no sábado

Técnica ajuda a combater distúrbios emocionais; encontro será no Center Park Hotel

Jundiaiense vira o novo xodó do Santos

Ele joga com a mesma camisa que um dia foi do bicampeão mundial Dalmo Gaspar

Dias de chuva

Por Wagner Ligabó
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.