Jundiaqui
Jundiaqui

Ex-Paulista, Wagner Lopes é técnico que mais troca de clube no Brasileiro

Jundiaqui
7 de outubro de 2019
Treinador do Atlético-GO vem colecionando clubes, com uma troca, em média, a cada 5 meses

A "Folha de São Paulo" fez um levantamento sobre os treinadores do Campeonato Brasileiro Série A e B de 2014 até 2018 e mostra que o treinador que mais troca de time é Wagner Lopes, que começou sua carreira de auxliar técnico aqui em Jundiaí, em 2005. Trabalhou com Wagner Mancini na conquista histórica da Copa do Brasil. Em 2011, venceu como treinador a Copa Paulista com o Galo.

Lopes, mostra a pesquisa, fica em média cinco meses em cada clube. Os times nos últimos 4 anos foram Botafogo-SP, Criciúma, Atlético-GO (3 vezes), Goiás, Bragantino, Sampaio Correia, Paraná (2 vezes) e Joinville, sendo que neste meio tempo ainda deixou o país para dirigir o japonês Albirex Niiagata.

O treinador de 50 anos, que tem casa em Itatiba, disse que embora não lhe falte clube, não é fácil a carreira: "A cada 90 minutos você coloca sua carreira em jogo. E é uma carreira muito solitária. O torcedor brasileiro não ama seu clube, ama o resultado".

Entre 2014 e 2018, segundo a "Folha", na Série A um total de 117 treinadores passaram pelos times, número que sobe a 147 na Série B, ou seja, 80% das equipes trocam de técnico durante o nacional de futebol em suas duas principais divisões.

Lopes consegui até superar Oswaldo de Oliveira e Lisca.

QUEM É

Wagner Augusto Lopes nasceu em Franca, em 1969, e começou a carreira de jogador no São Paulo. Dali foi negociado com o Japão e lá ficou entre 1987 e 2002. Até se naturalizou japonês. Defendeu Kashiswa Reysol, Honda, Bellmare, Nagoya, FC Tókio, Avispa Fukuoka. E foi ídolo nacional ao defender a seleção na Copa do Mundo de 1998 - com direito a figurinha de álbum e tudo mais.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Eu não sou escritora

Escrever é uma forma de libertação e não uma classificação profissional, alerta Cláudia Bergamasco

Jundiaí tem o terceiro m² mais caro do Estado

Fica atrás somente da Capital e de Campinas, empatando com Santos

Licença tem correção até de 300% e comerciantes protestam

CDL, Sincomércio e ACE questionam Prefeitura de Jundiaí por conta do valor do alvará

Família de Jundiaí dá exemplo ao mundo ao “adotar” venezuelanos

Raul e Elvira ganham carinho aqui, onde até são chamados de avós
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.