Jundiaqui
Jundiaqui

A importância do treino no futebol

Jundiaqui
29 de novembro de 2017
Por Marcel Capretz

O mantra de que com dez mil horas de prática (estabelecido pelo escritor Malcolm Gladwell) podemos ficar excelentes em qualquer atividade está caindo. A prática pela prática não resolve. O combustível é a prátia com excelência, com correção, com estímulos novos e positivos. Isso sim nos leva a excelência. Se você praticar mal uma atividades por cem mil horas, por exemplo, jamais terá uma performance diferenciada.

Trazendo para o futebol fica evidente que neste processo de aprendizagem constante e melhorada a figura do treinador e de toda a sua comissão técnica é fundamental.

O treinar por treinar já não resolve mais os problemas. Os coletivos de 11 contra 11 não fazem os jogadores terem estímulos novos. Pior ainda, treinos analíticos, fragmentados e distantes da realidade do jogo em nada contribuirão para a melhora da performance.

De que adianta treinar chute a gol, por exemplo, sem a pressão do adversário, sem uma possível imperfeição do passe e até mesmo sem a possibilidade de ao invés do chute a melhor opção ser uma assistência?

Jogos reduzidos e com regras adaptadas sim, podem estimular tomadas de decisão rápidas e inteligentes. Não apenas isso, mas o que se mostra cada vez mais eficaz é o treinamento sistêmico em que o físico, técnico, tático e emocional são trabalhados juntos, como é o caos imprevisível que é uma partida de futebol.

Acabou o tempo que o treinador "entregava os coletes" e as individualidades resolviam. O jogo cada vez mais coletivo de hoje exige um profissional que sabia criar hábitos e comportamentos nos jogadores que reproduzam um conceito e um senso maior de equipe e de jogar ideal. Só o treino para melhorar o jogo. E só o jogo para mostrar o que deve ser treinado.

Marcel Capretz é jornalista esportivo. Na foto, Carille, campeão brasileiro em seu primeiro ano como técnico do Corinthians

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Folclórico Nasser Mohamad traz dança árabe no domingo

Parque da Uva também recebe atrações musicais e sarau de poesias

Oração aos conservadores

Por José Renato Forner

Perna-de-pau, acrobatas e muita ousadia na festa do JundiAqui

Artistas se unem em uma apresentação de tirar o fôlego e que traz reflexão

Sem saber futuro do Grendacc, jundiaiense é chamado pelo São Vicente

Quem organiza abaixo-assinado agora é Wagner Ligabó por verba estadual
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.