Jundiaqui
Jundiaqui

Lições da Copa para 2022

Jundiaqui
16 de julho de 2018
Por Luis Cláudio Tarallo

Encerra-se a tão esperada Copa do Mundo na Rússia, que tinha uma altíssima expectativa por todos os adeptos ao futebol, pelos organizadores, em razão das tensões pré-estabelecidas em relação a segurança, organização, receptividade do povo e, principalmente, pelas novidades que seriam apresentadas ao mundo da bola. E os resultados foram muito satisfatórios...

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, relatou um lucro enorme aos cofres da federação e considerou essa a melhor Copa do Mundo de todos os tempos.

Torcedores e imprensa de uma maneira geral relataram um enorme acolhimento e carinho do povo russo aos trabalhadores e participantes da maior festa do futebol, deixando saudades e um gosto de quero mais.

O esporte em si deixou grandes legados e registrou grandes surpresas em relação ao talvez não esperado fato das equipes consideradas pequenas derrubarem as potências do futebol e inverterem a ordem do mundial. Talvez pouquíssimos especialistas arriscassem na desclassificação precoce de Alemanha, Argentina e Brasil, entre outras, e votariam na belíssima caminhada dentro da competição de Rússia, Bélgica e da grande sensação Croácia.

Todavia, o que mais incomoda os torcedores brasileiros é a dúvida:  quando a seleção conseguirá voltar a ser a protagonista e chegar ao hexa ou mesmo a uma final de Copa do Mundo? Muitos arriscam em dizer que é necessário um grande estudo em relação a que caminho seguir, pois nosso estilo de jogo difere dos demais. Todavia, há quem se preocupa em o Brasil estar perdendo sua naturalidade de jogo, principalmente pelo fato de os jogadores se transferirem para o futebol do Velho Continente tão cedo. Outra corrrente deixa claro que é necessário investir muito para acompanhar a tão bombástica evolução dos demais países.

Emoções de lado, o grande desafio de todos é realmente tirar as lições dessa Copa e iniciar já o trabalho para a próxima.

Avante Brasil, o Qatar já está se aproximando...

Luis Cláudio Tarallo é técnico de basquete
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Quantas festas dentro da festa que é Casa Cica

Coca-Cola reuniu pessoal da imprensa em noite de comemorações de muitos aniversários

Violada no Casarão traz Fábio Miranda na sexta

Violeiro tem três CDs gravados e vai apresentar canções autorais e sucessos de todos os tempos

Leandrinho: um pulo dos Estados Unidos para Jundiaí

Veio a convite da namorada Talita Rocca. Coluna traz ainda Gebram, Théo e até o Batman

Noan é Jundiaí no cinema de Los Angeles

São vários trabalhos produzidos nos Estados Unidos, um deles até exibido no Festival de Cannes francês
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.