Jundiaqui
Jundiaqui

Qualidade do treino: fator determinante para o sucesso no futebol

Jundiaqui
26 de dezembro de 2017
Por Marcel Capretz

Há no Brasil uma divisão simplista e errônea de técnicos: os que estudam (na maioria são os jovens que fazem por merecer esse rótulo) e os que não estudam (invariavelmente os mais velhos, ou os chamados 'boleiros').

Para mim, a divisão não deve ser feita por idade ou por frequentar cursos. Um dos principais aspectos que hoje vai diferenciar um profissional do outro é a qualidade do treino.

Romper paradigmas aqui é fundamental. Não há mais espaço para o rachão, para o coletivo onze contra onze, para treinar sem adversário. O treino cartesiano e/ou fragmentado também não vai mais resolver os problemas. Por exemplo: para fazer mais gols, não se deve treinar oitenta chutes ao gol, sem marcadores, recebendo o passe perfeito, feito com a mão. Qual a chance de essa situação aparecer exatamente no jogo?

O treino eficaz é aquele baseado no que a análise do jogo diz. E a qualidade do jogo vai aparecer quando os treinamentos são bem elaborados. Ou seja, é impossível separar a realidade do treino da do jogo.

E todo a metodologia de treinamento deve ser estruturada de acordo com o modelo de jogo, ou o padrão que se busca nas quatro fases desse caos complexo e imprevisível que é uma partida: defensiva, transição defensiva, ofensiva e transição ofensiva.

O técnico que tiver a inteligência de adaptar suas ideias de jogo, de acordo com a história, cultura, tradição do clube e ao perfil de elenco que ele tem a disposição e após isso realizar a construção desse jogar, quase que artesanalmente, nos treinos é o que vai triunfar.

E para realizar isso é preciso competência. Não tem nada a ver com idade.

Marcel Capretz é apresentador do "Futebol Esporte Show", no SBT

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Dia do Vinho começa com um grande brinde

Foi no saguão do Paço Municipal e reuniu as adegas de Jundiaí nesta noite de quarta

Cerca de 30 cegos vão desfilar este ano em ala no Refogado

Cada um terá um guia especial do Instituto Braille para poder curtir tranquilamente o percurso pelo Centro

Mês da Bíblia – Primeira Carta de São João

Pelo bispo Dom Vicente Costa

Trio em Transe toca no HU

JundiAqui acompanha o trio pelos quartos do hospital. É simplesmente emocionante…
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.