Jundiaqui
Jundiaqui

Saber atacar

Jundiaqui
28 de outubro de 2017
Por Marcel Capretz

Por muito tempo dominou a mente dos técnicos brasileiros a ideia de que a função deles era apenas criar comportamentos defensivos para as suas equipes. A parte ofensiva deixa para o "talento do craque". Se os times se segurassem bem lá atrás, os habilidosos atacantes dariam um jeito de resolver lá na frente.

E por muito tempo isso até que funcionou. Ganhamos Copas do Mundo assim. Com Pelé, Garrincha, Romário, Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho vestindo a camisa da seleção brasileira, com a qualidade que eles tinham, os treinadores cada vez mais se convenciam que esse realmente era o jeito certo.

Pois bem. Estamos de acordo que o futebol mudou, ok?! Desde a última Copa que vencemos, em 2002, até hoje, 2017, o futebol como um tudo evoluiu uns quinhentos anos em quinze em termos de organização, treinamento, ideias etc. Será que ainda cabe deixar para o "talento" resolver lá na frente? As últimas grandes equipes que vimos ter sucesso no futebol mundial jogavam assim? Creio que não.

Dá mesma maneira que se treina princípios e sub-princípios defensivos como compactação, cobertura, bloco, direcionamento, etc, dá para treinar ideias ofensivas. Potencializar o talento, criando situações vantajosas numéricas e de espaço, é obrigação de toda comissão técnica. Você consegue criar atividades para os jogadores interiorizarem conceitos ofensivos como amplitude, mobilidades, apoio, ultrapassagem e outros.

O que vemos no Campeonato Brasileiro e também um pouco na seleção - Tite não é intocável - é uma pobreza de ideias quando se tem a posse de bola. A problemática não é apenas ter ou não a posse. E sim o que fazer na porcentagem de tempo que se está com ela. Precisamos evoluir nisso. Para ontem.

Marcel Capretz é jornalista esportivo
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Vodka Kadov pra animar o aniversário do JundiAqui terça

CRS Brands vai receber os convidados da festa no Casa Cica com um brinde. Viva!

Pré-Carnaval do Tênis Clube é festa a fantasia mágica

JundiAqui traz com exclusividade a folia que marca a abertura do nosso Carnaval

Bozô, agora pastor, fica sabendo em Jundiaí que terá um neto

Arlindo Barreto esteve na cidade no domingo para Chá de Revelação

Márcio Miguel vem com três shows pra você curtir em Jundiaí

As dicas são Frejat no Sesc, Tiago Iorc no Polytheama e Sambô + Banda Eva no CJ
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.