Jundiaqui
Jundiaqui

Jovem “Professor Pardal” de Jundiaí é atração no Discovery Channel

Jundiaqui
26 de abril de 2019
Gabriel Gelli Checchinato, 19 anos, começa disputa domingo por R$ 50 mil no reality show "Batalha Makers Brasil"

Edu Cerioni

Desde criança, Gabriel Gelli Checchinato gostava de desmontar coisas e usar as peças para criar alguma novidade. Às vezes nada dava certo, mas na maioria das tentativas sempre conseguia surpreender os pais, Augusto e Dania, como quando criou um respirador para piscina com garrafas pet ou uma máquina de solda com o transformador do velho microondas... Entre acertos e erros, chegou aos Estados Unidos com direito a pódio em uma feira de ciências mundial e agora disputa a "Batalha Makers Brasil".

Gabriel, 19 anos, é o caçula entre os dez concorrentes do programa que irá ao ar por oito domingos seguidos a partir deste dia 28, sempre às 18 horas.

Apresentada por Marcelo Tas, que ficou famoso como o repórter Ernesto Varela, do "CQC", que desnorteava políticos com suas perguntas inteligentes, a competição inédita no país tem como princípio o "faça você mesmo". Os dez concorrentes são desafiados a criar algo diferente, sendo que no programa número 1 eles vão fazer uma cadeira e uma mesa de pinball inovadores.

O jundiaiense que estudou no Colégio Ser e faz o primeiro ano de Engenharia Mecatrônica na USP, conta que precisou trancar a faculdade para participar do reality, gravado entre agosto e setembro do ano passado. Foram longas horas e muitos dias que envolveram tecnologia e criatividade.

"Você ganhou os R$ 50 mil?", vou logo perguntando. Claro que não contou, até por força de contrato. "Prefiro pedir pra que as pessoas torçam por mim".

Gabriel disse que Marcelo Tas foi um grande orientador, até por ser engenheiro da Poli. "Tem pegada, é ótimo apresentador e gente boa. Conversamos bastante fora do programa", diz.

No jovem "Professor Pardal" foi selecionado em 2018 entre mais de dois mil competidores para representar o Brasil e trouxe a medalha de bronze da Intel ISEF - International Science and Engineering Fair, a maior feira pré-universitária de ciências e engenharia do mundo. Ele diz que essa conquista nos EUA ajudou a que fosse selecionado para o programa do Discovery.

"O processo seletivo foi aberto. Fiz um vídeo de alguns minutos com projetos de vários anos e deu certo. Mostrei que sempre me interessei e gostei de criar coisas".

Na feira de ciências dos Estados Unidos, ele apresentou um dispenser de água com placas e sensores, permitindo que a pessoa determine o volume que deseja beber. Fez sucesso e até patenteou a invenção.

No porão de sua casa, Gabriel montou uma oficina, com diferentes bancadas e ferramentas. Lembra que ganhava dinheiro no Natal ou aniversário para ir comprando equipamentos.

Conta com carinho dos desafios propostos pela escola, como fabricação de um carrinho foguete e outros. "Quando entrei lá era só hobby, mas daí teve o toque científico. Foi o projeto final esse que levei à feira". Ele trabalha também com impressora 3D e cortadora a laser e conta que Jundiaí tem dois fantásticos laboratórios com diversos equipamentos de última geração, o Fab Lab da Argos e o do Sesi.

No Discovery, são três jurados avaliando cada competidor e uma eliminação por domingo. Concorre com pessoas de até 50 anos de idade em provas individuais ou em grupos. "O telespectador vai poder ver bem como se faz pra sair do zero e juntar tecnologias para criar algo interessante. Acrescentou bastante o programa, porque abriu um universo novo. Além de makers de toda parte, havia a necessidade de trabalhar com os recursos disponíveis, isso faz a gente improvisar e sair da zona de conforto". Ele completa: "Claro que foi muito divertido também".

Fotos: Arquivo Pessoal

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Futebol paulista: previsões para amanhã

Por Marcel Capretz

Maquiadora de Jundiaí fica em terceiro no “Superbonita”, da GNT

Talitha Barros superou uma grande concorrência para chegar ao programa na TV

Cantora portuguesa faz show em Jundiaí na quarta

Eugénia Melo e Castro vem para o lançamento do álbum “Mar Virtual”

Com o pessoal de Velas do Japi curtindo a represa

Atividades com veleiros marcam a festa dos 14 anos do Parque da Cidade
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.