Jundiaqui
Jundiaqui

Licença tem correção até de 300% e comerciantes protestam

Jundiaqui
13 de março de 2018
CDL, Sincomércio e ACE questionam Prefeitura de Jundiaí por conta do valor do alvará

Depois de CDL e Sincomércio divulgarem semana passada carta de protesto, agora foi a vez da ACE questionar o valor de taxa de licença do comércio que vem sendo cobrada pela Prefeitura de Jundiaí.

A ACE diz que há correções que passam de 300% e vê "desestimulo ao empreendedorismo, inviabilizando investimentos", segundo Elton Monteiro, seu presidente.

Segundo Elton, há caso de um empresário que pagou R$ 2.800,00 ano passado e agora é cobrado em R$ 11.700,00.

O protesto da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí foi feito junto ao gestor José Antônio Parimoschi, das Finanças. Segundo a assessoria de imprensa da ACE, ele informou que as taxas não são corrigidas desde 2008 e que a expectativa é a de arrecadar R$ 4 milhões. Ele teria se comprometido a buscar alternativa para minimizar o impacto da cobrança, ação a ser anunciada até esta quarta-feira (14).

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Relax!!! Só que não…

Por Vera Vaia

TUTTO È FESTA: veja que lindo o jornal da Festa Italiana

Aqui você confere a edição 2018 completa…

Talharim e anéis de lula grelhados em creme de feijão branco

Por Paulo de Luna

Gala do La Bella Arte ganha palco do Polytheama

Foram 22 coreografias dos alunos da escola de balé da Vila Arens, um espetáculo cheio de magia
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.