Jundiaqui
Jundiaqui

Licença tem correção até de 300% e comerciantes protestam

Jundiaqui
13 de março de 2018
CDL, Sincomércio e ACE questionam Prefeitura de Jundiaí por conta do valor do alvará

Depois de CDL e Sincomércio divulgarem semana passada carta de protesto, agora foi a vez da ACE questionar o valor de taxa de licença do comércio que vem sendo cobrada pela Prefeitura de Jundiaí.

A ACE diz que há correções que passam de 300% e vê "desestimulo ao empreendedorismo, inviabilizando investimentos", segundo Elton Monteiro, seu presidente.

Segundo Elton, há caso de um empresário que pagou R$ 2.800,00 ano passado e agora é cobrado em R$ 11.700,00.

O protesto da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí foi feito junto ao gestor José Antônio Parimoschi, das Finanças. Segundo a assessoria de imprensa da ACE, ele informou que as taxas não são corrigidas desde 2008 e que a expectativa é a de arrecadar R$ 4 milhões. Ele teria se comprometido a buscar alternativa para minimizar o impacto da cobrança, ação a ser anunciada até esta quarta-feira (14).

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Scarelli é arte pós-contemporânea e surrealista

Marco Antonio tem obras em dezenas de países. Morador da Vila Scavone é o que se pode chamar de polivalente  Edu Cerioni Uma vilinha que parece te [ ... ]

Noite do Flash Back é pura nostalgia no Grêmio

Quem faz essa viagem no túnel do tempo é a banda Reprise Inédita neste sábado

Família Zilio unida pela vida: “Viemos em 3, vamos voltar em 3 para casa”

O JundiAqui foi a Porto Alegre e traz a luta de Duda e a vigilância 24 horas de seus pais na UTI da Santa Casa

Aniversário do JundiAqui tem até massagem nos pés

É para eles e também para elas, durante a festa do dia 2 de outubro com a Arabesque Spa
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.