Jundiaqui
Jundiaqui

Na seleção da Islândia uma jundiaiense é a numero 1 dos estudos

Jundiaqui
28 de julho de 2018
Beatriz Ladeira tem 15 anos e venceu uma disputa nacional em matemática, história e, acreditem, no idioma nórdico que vem desde a época dos vikings

A Islândia está na moda desde que jogou sua primeira Copa do Mundo há algumas semanas. Mas por lá é notícia uma brasileira, ou mais precisamente uma jundiaiense, Beatriz Soares Ladeira, de 15 anos. Ganhou a capa do principal jornal do país de 315 mil habitantes, portanto menor do que Jundiaí, por um feito inédito para estrangeiros: é a número um no exame nacional de educação.

Considerado o "Enem" do país, o "Samrændu próf" ("Prova Uniforme") envolveu matemática, que Beatriz acertou 100%, além de história e língua do país. Ao site G1 em reportagem publicada neste sábado (28), notícia que correu o Brasil todo agora, ela definiu assim o feito: "É uma coisa inacreditável".Nascida em 24 de fevereiro de 2003 em Jundiaí, Beatriz foi para a Islândia com os pais e quatro irmãos menores, isso apenas um ano e meio atrás, mas tempo suficiente para estudar o idioma local e se dar bem. A mãe Aline conta que colocava post it pela casa toda com o nome em islandês das coisas e que a garota foi pegando o jeito. A mudança de país foi por conta de um programa de evangelização da Igreja Católica, segundo o G1.

 

Foi o jornal islandês MBL.is que deu fama à garota. Ela saiu na capa (em foto junto com a mãe), contando sua história, transformando-se na queridinha do país, um exemplo para a garotada. Ela segue o exemplo dos pais e conta: "Viemos à Islândia para espalhar o amor de Deus".



Fotos: reprodução/Facebook
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Um passeio pelos jardins secretos de Cris Hautz

Artista expõe pela primeira vez. Os 11 quadros da série têm nomes que homenageiam mulheres

Marcela Panizza brilha como cantora de ópera

Jundiaiense concorre ao prêmio do programa “Prelúdio”, da TV Cultura

Orlando Marciano lança livro nesta noite de quinta

Noite de autógrafos de “O que vi, aprendi e recomendo para a vida” vai ser na Livraria Saraiva

Um bairro que se reencontrou

José Arnaldo de Oliveira escreve sobre a Vila Rio Branco e vizinhança em noite de festa com sensação de pertencimento
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.