Jundiaqui
Jundiaqui

Primeira diretora da Poli-USP em 124 anos é de Jarinu

Jundiaqui
10 de março de 2018
Liedi Bernucci tem 59 anos e comanda uma escola com 8 mil alunos e 450 professores

Uma engenheira que nasceu em Jarinu, cidade que faz limite com Jundiaí, quebra uma barreira de 124 anos: Liedi Bernucci assumiu a direção da Poli-USP, até então comandada somente por homens.

A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo tem hoje 452 docentes e mais de 8.000 estudantes.

Em 1977, quando entrou na Poli, menos de 5% dos alunos da graduação eram mulheres. Hoje elas correspondem a 20%. Fez seu mestrado e doutorado ali, onde dava aulas. Se especializou em pavimentação e construção de estradas, aeroportos e ferrovias.

Segundo o jornal "Folha de São Paulo", Liedi nasceu em casa da zona rural de Jarinu, e filha de um padeiro e de uma dona de casa, estudou sempre em escolas públicas. “Meu pai não tinha condições de pagar uma faculdade privada, então, se eu quisesse fazer engenharia, tinha duas opções: ou entrava na Poli ou entrava na Poli”. É casada e tem dois filhos.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

DIA DA MULHER \ Sebastiana segurou as pontas em meio à tragédia

Gebram passa dos 80 anos de história e muito dessa liderança regional em seguros se deve a ela

O dia que Jundiaí parou

Carros sem gasolina, escolas sem alunos, comércio sem consumidores… 

Funkeira Dani Russo no pedaço nesta sexta

Tem Rock Seixas e outros agitos pela cidade, como o baile de aniversário dos Metalúrgicos

Concard é novidade Gebram em convênio saúde e seguro

Com uma pequena mensalidade, você tem consultas, exames e procedimentos médicos por preços menores e ainda concorre a prêmios 
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.