Jundiaqui
Jundiaqui

R$ 4,40: Jundiaí tem a segunda maior tarifa de ônibus

Jundiaqui
12 de janeiro de 2018
Só Campinas cobra mais, R$ 4,70. São cerca de 120 mil passageiros ao dia aqui

Ao subir de R$ 3,80 para R$ 4,40 a passagem de ônibus, Jundiaí entrou para o ranking dos que mais cobram pela tarifa do transporte público. Fica atrás de Campinas apenas, que foi a R$ 4,70 com o reajuste este ano.

O preço é superior em 10% a São Paulo. Outras capitais do Brasil também têm tarifas mais acessíveis, como Rio de Janeiro (R$ 3,40), Salvador (R$ 3,70), Porto Alegre e Belo Horizonte (ambas R$ 4,05) e Curitiba (R$ 4,25).

Outras grandes cidades do Estado de São Paulo também têm transporte público mais acessível: Sorocaba tem tarifa de R$ 4,20 assim como as cidades do ABC; em  Guarulhos é de R$ 4,15 e em Osasco e Barueri, R$ 4,35.

Ao passar de R$ 3,80 para R$ 4,40, houve um reajuste de 15,78%. A inflação no ano passado ficou em 2,95%.

Aqui, o Bilhete Único custa agora R$ 4,00 (era R$ 3,00) e o Passe Estudante R$ 2,00 (era R$ 1,50).

Idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência não pagam. Em dois domingos por mês, a passagem custa R$ 1,00, na chamada Tarifa Social.


A Prefeitura de Jundiaí promete que o aumento trará ações de revitalização dos terminais, novos ônibus, instalação de câmeras de segurança nos coletivos e criação de aplicativos para acompanhamento das linhas e o tempo gasto no deslocamento da viagem.





Mesmo com o reajuste, Jundiaí manterá subsídio para as empresas de transporte na base de R$ 25 milhões no ano.



Jundiaqui
Você vai
gostar de

Até domingo, Maxi Shopping tem descontos que chegam a 70%

Liquidação “96 horas e meia de Máxima Loucura” envolve cerca de 240 lojas

Café Pelé é dos holandeses, mas sairá todo de Jundiaí

Trata-se de uma produção anual de 20 mil toneladas que virá de Barueri para cá

Tem rei, bruxo, vidente e quem se acha Deus por aqui

Coluna social traz algumas visitas que Jundiaí recebe neste mês de agosto

Noan é Jundiaí no cinema de Los Angeles

São vários trabalhos produzidos nos Estados Unidos, um deles até exibido no Festival de Cannes francês
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.