Jundiaqui
Jundiaqui

Suicídio e morte são temas que Jundiaí quer falar

Jundiaqui
4 de setembro de 2019
São dois encontros, um dia 13 no Polytheama e outro dia 25 no Paineiras

“Suicídio: as Dores da Alma” é encontro que abre reflexão sobre valorização da vida, dentro do chamado Setembro Amarelo, mês da conscientização sobre essa que já é a quarta principal causa de morte entre adolescentes e jovens no Brasil.

Com as psicólogas e escritoras Karina Okajuma Fukumitsu e Karen Scavacini, a tenente PM Carla Basson, Elaine Machado, coordenadora de Estudos de Desenvolvimento de Voluntários do CVV, e a monja budista Kelsang Chime.

Dia 13, às 19 horas, no Teatro Polytheama (rua Barão de Jundiaí, 176, Centro).

Já o Death Café Jundiaí visa promover uma maior consciência sobre a finitude e a potencialidade da vida. O médico Fábio Turrini diz que é uma oportunidade de quebrar tabus sobre a questão da morte e construir uma sociedade mais madura, capaz de enfrentar tal tema com leveza e serenidade.

É na Sala Cult do Paineiras Shopping, dia 25 de setembro, às 19h30, com café. Avenida 9 de Julho, 1.155, Chácara Urbana. Inscrições pelo e-mail deathcafejundiai@gmail.com.

Ambos têm entrada franca e sem classificação etária.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Cantora portuguesa faz show em Jundiaí na quarta

Eugénia Melo e Castro vem para o lançamento do álbum “Mar Virtual”

O paliativo Jair Ventura no Corinthians

Por Marcel Capretz

Dança, orquestra, carros antigos, trenzinho e pastel pela Estaçãozinha

Manhã fria aqueceu as esperanças de quem luta para restaurar prédio consumido por incêndio

Santa Angela leva sucessos de vendas para a Feiccad

Construtora estará na feira do Maxi a partir desta quinta pronta para fechar bons negócios
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.