Jundiaqui
Jundiaqui

Suicídio e morte são temas que Jundiaí quer falar

Jundiaqui
4 de setembro de 2019
São dois encontros, um dia 13 no Polytheama e outro dia 25 no Paineiras

“Suicídio: as Dores da Alma” é encontro que abre reflexão sobre valorização da vida, dentro do chamado Setembro Amarelo, mês da conscientização sobre essa que já é a quarta principal causa de morte entre adolescentes e jovens no Brasil.

Com as psicólogas e escritoras Karina Okajuma Fukumitsu e Karen Scavacini, a tenente PM Carla Basson, Elaine Machado, coordenadora de Estudos de Desenvolvimento de Voluntários do CVV, e a monja budista Kelsang Chime.

Dia 13, às 19 horas, no Teatro Polytheama (rua Barão de Jundiaí, 176, Centro).

Já o Death Café Jundiaí visa promover uma maior consciência sobre a finitude e a potencialidade da vida. O médico Fábio Turrini diz que é uma oportunidade de quebrar tabus sobre a questão da morte e construir uma sociedade mais madura, capaz de enfrentar tal tema com leveza e serenidade.

É na Sala Cult do Paineiras Shopping, dia 25 de setembro, às 19h30, com café. Avenida 9 de Julho, 1.155, Chácara Urbana. Inscrições pelo e-mail deathcafejundiai@gmail.com.

Ambos têm entrada franca e sem classificação etária.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Rally Dakar chega a sua 40ª edição. Duas vezes teve jundiaiense na briga

Navegador Alberto Fadigatti disputou com um Troller em 2000, quando se acidentou, e 2001

Pedalando na cidade

Por José Arnaldo de Oliveira

As feras da JundComics pela lente de Fabrício Dolci

Uma galera no mínimo extravagante invadiu Jundiaí para concurso de cosplay

Jundiaiense acusado de ser terrorista é solto na Ucrânia

Rafael Marques Lusvarghi, de 32 anos, ganhou liberdade provisória
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.