Jundiaqui
Jundiaqui

Tecnologia digital: primeira escola pública do país estreia na Argos

Jundiaqui
11 de agosto de 2017
TVTEC tem o desafio de transformar o complexo na Vila Arens em espaço também da juventude

Edu Cerioni

A Rede TVTEC começa com menos jovens do que se propunha nas primeiras turmas dos cursos estreantes, um deles com aula inaugural nesta sexta (11), mas com objetivo definido em atrair a juventude para dentro do Complexo Argos em curto espaço de tempo. O desafio foi lançado pelo prefeito Luiz Fernando Machado.

Primeira escola pública do país na área de tecnologia digital, surge em parceria da Prefeitura de Jundiaí com o Centro Paula Souza. Vem para oferecer cursos de tiro rápido, gratuitos e que ajudem a indicar um caminho de geração de dinheiro para jundiaienses em vulnerabilidade social.

E isso em um momento de desemprego em alta e mudanças nas exigências do mercado de trabalho.

Se tem vários cinquentões já estabelecidos em suas turmas, a expectativa é de que a comunicação vá mais longe nos próximos lançamentos de cursos. É aí que entra a ideia de Luiz em se criar opções de cultura e lazer ali, puxando o pessoal da Ponte Torta para a Argos - separados por metros - e reduzindo a distância entre poder público e a galera da periferia.

Celular educando

Com 60 alunos escolhidos entre os 76 inscritos, a TVTEC começa formando mão de obra para Assistente de Produção Audiovisual e para Edição de Vídeo para Redes Sociais.

A superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá, quer que "a garotada que está no celular aprenda mais".

Dentro do Complexo Argos, na Vila Arens, onde fica a TV Educativa, funciona a Biblioteca Municipal Nelson Foot, que recebeu apoio financeiro em forma de computadores para que também consiga atrair o público jovem.

Tem ainda o Instituto Federal, a escola para jovens e adultos com cursos supletivos, tem a creche e até o centro do idoso, o Criju. A localização é ótima, com ônibus para qualquer lado da cidade bem perto.

Com festa

A festa de lançamento da TVTEC atraiu muitas crianças de escolas públicas para curtir brincadeiras e comer pipoca, contou com apresentação de alunos da Esef - alguns pendurados em árvores -, arrastou uma multidão de funcionários das mais diferentes secretarias e convidados que se espalharam por um lugar que abrigou uma indústria à frente de seu tempo até a falência nos anos 1980.

Até hoje tem ex-funcionários à espera de indenização, mas durante décadas a Argos Industrial S.A. foi ousada. A tecelagem vendeu em seu redor casa para os colaboradores. As famílias tinham assistência médica e odontológica. As criança recebiam educação gratuita. Contava até com uma cooperativa para venda de produtos alimentícios mais em conta... Agora, pode fazer história novamente pelas mãos da jornalista Mônica Gropelo por revolucionar a educação digital.

Veja fotos da festa de quarta-feira (9), com DJ Pig, rockabilly, Bob Zoom, músicos do Projeto Guri...



Fotos: Edu Cerioni

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Alimentos para desportistas

Por Mariana Parra

Festival Jazz & Blues dita a trilha sonora a partir do dia 9

Sesc Jundiaí recebe grandes nomes até dia 12, entre eles Robertinho Silva 

9 anos depois, Max Fercondini volta ao clube dos solteiros

Ator e apresentador jundiaiense postou nas redes sociais o fim do namoro com Amanda Richter

E o rolê da Marechal parece que vai continuar

Depois de anunciar a despedida, Bar do Haules já marca outras festas
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.