Jundiaqui
Jundiaqui

Um olhar diferente sobre as experiências humanas

Jundiaqui
2 de dezembro de 2019
"Psiquê em Música" fecha 2019 com um grande público

Com Tom Nando e Mil Taroba cantando e na oratória a psicóloga Rita Cerioni, o projeto "Psiquê em Música" ajudou muita gente a refletir sobre a depressão e a dor de amor este ano. Para 2020, novos temas já estão definidos, entre eles a diversidade sexual e a relação pais e filhos.

O "Psiquê em Música" foi criado em agosto, com um encontro mensal de bate-papo ilustrado por canções - tanto "A Depressão em Versos e Notas" quando "A Dor de Amor que nos Toca" tiveram sessões extras, sempre com casa cheia no Espaço Koh Samui, da avenida 9 de Julho.

Veja fotos do sábado (30), quando a mestre e doutora em psicologia clínica pela Universidade de São Paulo (USP) e professora da Unip Jundiaí falou sobre idealização de si, do outro e do amor, de satisfação, pulsão e sexualidade, além de ciúmes, paixão e fidelidade. Já os músicos Tom Nando e Mil Taroba - com participação de Marici Nicioli em "Pedaço de Mim" - cantaram "Estado de Poesia", "Foi Você, Fui Eu", "Eu Te Amo", "Cavalgada". Muita gente se emocionou nesses encontros...

"Psiquê em Música" tem apoio do JundiAqui.

Fotos: Edu Cerioni
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Carnaval e a Lei Rouanet

Por Lúcio Dutra questiona a destinação de milhões para uma escola de samba

Junho com delícias para as festas juninas nos cursos do Maxi

Shopping oferece muitas opções docesesalgadas

Associação dos Artistas Plásticos leva sua arte ao Solar

Mostra coletiva fica em cartaz até 23 de novembro com uma dezena de artistas

Fernanda Toledo era o sorriso fácil do nosso Carnaval

Jundiaí se despediu nesta quarta da Madrinha do Chupa e foliã da União da Vila
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.