Jundiaqui
Jundiaqui

Witzel é eleito no Rio e Jundiaí tem seu 1º governador da história

Jundiaqui
28 de outubro de 2018
Ex-juiz federal que viveu aqui até os 19 anos vence a disputa pelo governo carioca com folga

Wilson José Witzel, 50 anos, entra para a história de Jundiaí como seu primeiro governador eleito. E não foi por São Paulo, mas sim no Rio de Janeiro. Assume o Palácio da Guanabara em 1º de janeiro de 2019 para um mandato de quatro anos, com o desafio de combater a criminalidade, sua bandeira de campanha.

Na disputa do Segundo Turno neste domingo (28), Witzel conseguiu cerca de 60% do votos válidos, ficando muito à frente de Eduardo Paes.

O ex-juiz federal que entrou para a política este ano, pelo PSC, morou na Ponte São João, onde ainda tem parentes - inclusive, passou aqui o Natal de 2017.

Witzel viveu em Jundiaí até os 19 anos, com um pequeno intervalo fora, quando morou em Marília, por conta da mudança da família em razão de doença da avó.

Fez primário na escola Luiz Bárbaro e, na volta para cá, estudou no Siqueira de Moraes e depois no antigo Colégio Técnico de Jundiaí, rebatizado de Escola Vasco Venchiarutti, onde cursou Agrimensura.

Nascido aqui em 19 de fevereiro de 1968, foi estagiário da Secretaria de Finanças da Prefeitura de Jundiaí aos 15 anos, ajudando na medição de imóveis para cálculo de IPTU, depois trabalhando em escritório do Vianelo. Foi sócio da Associação Esportiva Jundiaiense e frequentou o Clube Jundiaiense. No Bolão, treinava arremesso de peso.

No Rio, foi fuzileiro naval e defensor público. De 2014 a 2016, foi presidente da Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Witzel deixou a magistratura em março (foi juiz federal por 17 anos). Ele é doutorando em Ciência Política, mestre em Processo Civil e professor de Direito Penal Econômico - com passagem por Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

É casado e pai de quatro filhos, de dois casamentos. O mais velho, da primeira união, é o transgênero Erick, de 24 anos, chef de cozinha de hotel 5 estrelas no Rio. O agora governador falou dele nas últimas semanas em entrevista e Erick acabou demonstrando seu descontentamento com a posição do pai nas redes sociais, o que gerou destaque na mídia - nascido Érika, se sentiu usado na campanha eleitoral para que Witzel ganhasse a simpatia do público LGBT.



LUCY MONTORO

Jundiaí nunca teve um governador, mas uma primeira-dama sim. Foi Lucy Pestana Silva Montoro (nascida em 25 de março de 1916 e morta em acidente de carro em 15 de fevereiro de 2002), que foi uma filantropa e assistente social. Foi primeira-dama do estado de São Paulo durante o governo de André Franco Montoro, de 1983 a 1987.

Em 2008, foi homenageada pelo então governador José Serra na construção da Rede de Reabilitação Lucy Montoro.
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Outubro tem corrida pela Serra do Japi

Etapa de Jundiaí das Corridas de Montanha tem inscrições esgotadas

sem bandeiras

Por José Renato Forner

Bloco do Santa fez a festa, mesmo sem poder ir às ruas

Garotada se fantasiou e curtiu uma tarde de Carnaval dentro do próprio colégio

Jundiaienses brilham na Inglaterra com seu robô

São 8 estudantes do Sesi que venceram torneio com 92 equipes de diversos países 
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.