Jundiaqui
Jundiaqui

Adeus aos 110 anos: Jundiaí se despede de dona Alice

Jundiaqui
6 de junho de 2018
Corpo de Alice Christina Schroeder Foelkel será sepultado nesta quarta-feira

Jundiaí tinha 24 mulheres e 6 homens com mais de 100 anos de idade, segundo o último levantamento do IBGE. Uma delas morreu nesta terça-feira (5). Foi o adeus de Alice Christina Schroeder Foelkel, que tinha 110 anos. Isso mesmo, ela nasceu em 1908!

No velório central, nenhum funcionário - alguns de mais de décadas de serviço ao município - tinha notícia da morte de alguém tão idoso. "Uma de 105 já tinha visto", disse a atendente da madrugada. Há quem acredite que era a pessoa mais idosa de Jundiaí.

Dona Alice morava na avenida Santo Ceolin, no bairro dos Fernandes, e seu corpo será sepultado nesta quarta-feira (6), às 11h, no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Desterro. Seu aniversário foi comemorado no dia 27 de maio.

Em 1908 ainda não existia Copa do Mundo e não tinham sido deflagradas guerras mundiais. Foi o ano em que os primeiros imigrantes japoneses desembarcaram no Brasil e que marcou a primeira corrida de automóveis no país.

Dona Alice era avó de Waldemar Foelkel, o Cabelo, que foi superintende da Fumas no governo Bigardi.

 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

O dia que Jundiaí parou

Carros sem gasolina, escolas sem alunos, comércio sem consumidores… 

Nos 28 anos do Trio em Transe, com MPB, suor e cerveja

Aniversário ferveu na noite de sábado, com muitos fãs e aquela folia que é marca registrada da banda

Missa marca comemoração do Jubileu de Ouro da Sobam

Celebrada pelo bispo Dom Vicente, reuniu os 4 diretores e seus familiares, além de funcionários e segurados do grupo

Clareamento dentário é um dos campeões de desejo

86% das pessoas buscam procedimentos odontológicos para se sentirem mais confiantes
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.