Jundiaqui
Jundiaqui

Aguinaldo de Bastos, Poeta da Igualdade, foi morar com as estrelas

Jundiaqui
25 de agosto de 2017
Advogado e autor de livros traduzidos em cinco idiomas morre aos 85 anos

Edu Cerioni

Um ícone da advocacia e das letras, Aguinaldo de Bastos morreu nesta sexta-feira (25), aos 85 anos. Nos deixa maravilhas como essas...

OUVINDO ESTRELAS

Foi o acaso, o mais feliz, o mais
belo de quantos há! No meu caminho,
onde, por tempos, eu vaguei sozinho,
vi a mulher que eu esperei demais.

De mim se aproximou, devagarzinho,
mãos, e olhar inquirindo: - Aonde vais?
E eu, sem pensar no que ficara atrás,
olhei além os longes do caminho.

Num céu azul, estrelas provocavam
os loucos e os poetas que sonhavam
poder um dia ouvi-las e entendê-las.

Não sei se louco ou se poeta, sei
apenas que ao beijá-la eu me tornei
capaz de ouvir e de entender estrelas.



Nascido em Mococa, em 05 de janeiro de 1932, foi criado na cidade de Caconde e escolheu Jundiaí para viver.

Dr. Aguinaldo no meio jurídico era o Poeta da Igualdade para a turma das letras.

Formou-se na Faculdade de Direito da USP, no famoso Largo São Francisco, em 1957.  É o autor da Lei do Dia da Consciência Cidadã da Igualdade.

Publicou o livro de versos “Sabá” e outros dois livros de poemas, “Ouvindo Estrelas” e o “O Náufrago Negro”, estes ilustrados pelo mestre Inos Corradin, além de “O Elo Perdido”. Seus livros foram traduzidos para o italiano, o francês, o russo, o inglês e até em búlgaro.

Marco Aurélio Germano de Lemos escreveu no facebook: "Perde a família, perdem os amigos, perde o mundo jurídico e perde a poesia, mas ficam as boas lembranças daqueles que o tiveram como exemplo a ser seguido. Tudo tem seu tempo e sua hora, já dizia o poeta. Assim, aos que ficam resta apenas relembrar trecho de um de seus mais belos poemas, “Alvorada”, de 1956: “É hora de rezar e de partir, e romper a cortina do porvir, pisando as pedras deste chão divino”. Vá em Paz, mestre Aguinaldo! E até um dia..."

O corpo do peota será velado das 19 às 22 horas desta sexta no Velório Municipal Nossa Senhora do Desterro, no Centro, e neste sábado (26) será cremado na Vila Alpina, em São Paulo.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Nem o perfil é parecido?!

Marcel Capretz lembra que até o Palmeiras, exemplo de sucesso em alguns aspectos, fraqueja sobre o técnico

Surpreenda-se com os Cursos do Maxi Shopping

Em agosto tem cursos em parceria com o Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância

Resgate do Centro Náutico em debate neste sábado

Encontro terá ainda as histórias de Fábio Reis, que foi de veleiro até a Polinésia

“Jacarelvis: a Magia Musical” domingo no Polytheama

O projeto infantil tem apresentação às 15 horas, com ingressos a R$ 30,00
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.