Jundiaqui
Jundiaqui

Blues perde JJ Jackson, professor de Maresia e Big Chico

Jundiaqui
31 de julho de 2018
O cantor, compositor e arranjador norte-americano fez muitos shows em Jundiaí

O blues está de luto pela morte, nesta segunda-feira (30), aos 75 anos, de JJ Jackson, em São Paulo. Nascido no Estado do Arkansas, o Cinturão do Blues, o norte-americano veio para o Brasil em 1980 e foi ficando, ficando... compositor, arranjador e cantor de voz impactante, fez vários shows em Jundiaí, como na Virada Cultural de 2015 e em casas como o Yellow Pub Marine, ao lado de parceiros como Marcio Maresia, com quem gravou dois CDs, e Big Chico.

Os dois ícones do blues jundiaiense tiveram o privilégio de dividir o palco e a amizade de um artista que na adolescência teve uma banda junto com Jimi Hendrix.

Seu primeiro single no Brasil saiu pela Som Livre e Jackson foi parar no "Fantástico", da TV Globo, em 1982. Vieram novos contratos, canções, parceiros e ensinamentos e aprendizados. Era chamado pelos bluseiros de professor, mas dizia que gostava mesmo era de aprender com a turma.

Em 2017, deu uma entrevista e garantiu: "Eu acho, pessoalmente, que o Brasil é o segundo maior país do blues. Meus cálculos... Talvez eu estou errado, mas é o que estou sentindo”.

Na despedida, em seu Facebook Maresia escreveu que “fica a lembrança de muitas histórias, muita felicidade e muita música”. Foram 15 anos de convivência musical.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Escola sedutora

Por José Renato Nalini

UTI Neonatal do HU permite acompanhamento dos leitos em 360º

Unidade reformada com verba federal e da FMJ estava em obras desde o ano passado

No salto alto, Davis dá show no Ratinho e vem convite por aí

Dançarino de Jundiaí é pura energia na noite do SBT, ao som de “Brasileirinho”

Com a HDO na Unidade Prime do Uffizi Medical Center

Atendimento oftalmológico ganha mais conforto e agilidade em Jundiaí
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.