Jundiaqui
Jundiaqui

Caminhe e ajude a colocar a Estaçãozinha nos trilhos do futuro

Jundiaqui
27 de maio de 2019
Vai ser na manhã de quarta, um passeio que servirá de teste para a criação de roteiro a pé pela história ferroviária de Jundiaí



Na quarta-feira (29), Jundiaí promove o que se pode chamar de primeiro teste de “caminhada ferroviária”. Ao invés de avenidas ou parques, o convite é para que as pessoas andem nos trilhos abandonados entre a Estaçãozinha e o Complexo Fepasa.

A saída é das ruínas da Estaçãozinha, patrimônio castigado por um incêndio em julho de 2018 e que agora foi passado em concessão ao Instituto Envelhecer pelos próximos 20 anos e que ganhará obras em breve.

A ideia de se criar um roteiro a pé pela história ferroviária de Jundiaí vai ajudar na divulgação da campanha para recuperação do prédio que prédio que foi o marco número 1 da Cia Paulista de Estradas de Ferro.

O chamamento de Eusébio dos Santos, que comanda o Instituto Envelhecer, é com saída às 8h30, em caminhada sem correria e com muita conversa sobre que rumos a Estaçãozinha deve tomar no futuro. O passeio vai até o antigo obelisco da fachada principal da Companhia Paulista com retorno por dentro das antigas oficinas. Recomenda-se tênis, roupa leve e água. A proposta desse “piloto” surgiu em conversa com o Tour Jundiahy, com previsão de duração máxima de três horas.

Além das ruínas da Estaçãozinha e do obelisco, outros pontos devem chamar a atenção no trajeto como o local da antiga fundição ou a área em que atuava o diretor Jayme Cintra, entre outros. No caminho também está o museu, salvo por ferroviários voluntários na virada do século, antes da municipalização, e a locomotiva Nº 1, ambos já dentro do Complexo  Fepasa.

Os roteiros de caminhada são comuns em cidades de países como Itália, França ou Portugal e em algumas cidades brasileiras, servindo também a fins educativos.

Eis algumas fotos de Edu Cerioni para que você se inspire a também registrar tudo o que verá pelo caminho...

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Vida dura

Pelo chef Manuel Alves Filho

Dois anos depois, obras de Inos vão poder ser apreciadas

Quadros que estavam no Velório do Centro agora terão exibição na Pinacoteca

A quarta-feira 31 de arrepiar com o Halloween do Koh Samui

Para fechar outubro em festa a fantasia, com som do DJ Amaral Ed e muita sangria e comidinhas de boteco

Estreia do bloco do Sombra ficou para novembro

Plano inicial era fazer um Carnaval em pleno inverno no Parque da Uva, mas…
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.