Jundiaqui
Jundiaqui

A ciência das Estrelas

Jundiaqui
14 de março de 2018
Douglas Mondo faz poesia pra despedia do físico Stephen Hawking, que morreu nesta quarta aos 76 anos



São buraquinhos no céu! E o céu se abriu! Um mês antes, em março ele partiu.

Despencou vida, de poeira de estrelas antes da vida. Antes do berço da vida! E estamos nós, sós, sem eira nem beira, foi-se a voz estridente da cadeira!

Na casca de noz, a estrela mais brilhante brilhou, ali franzino, retorcido, minha vida mudou: "O universo é como é, porque assim o observamos!"


Como ponto de observação o homem admirei, olhei, mirei, o dedo apontei, a estrela não mais estava lá, mas a luminosidade no céu nos iluminou. Meus respeitos, ó homem das estrelas!

Douglas Mondo é advogado e superintendente da TV Japi

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Formação completa e integral no futebol

Por Marcel Capretz

Vacina contra a febre amarela: no Parque da Uva é rápido

Não consegue ser atendido na UBS? A melhor opção é aproveitar o mutirão que volta dia 16

A complexidade da função de treinador

Por Marcel Capretz

Sem hora

Por Valquíria Malagoli
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.