Jundiaqui
Jundiaqui

Estação Central de Trem é invadida

Jundiaqui
30 de janeiro de 2018
Espaço abandonado sob o viaduto da Torres Neves serve de abrigo para moradores de rua

José Arnaldo de Oliveira

A estação central da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, situada abaixo do Viaduto São João Batista - que liga a Ponte São João ao Centro, pela rua Torres Neves -, está mobilizando moradores nas redes sociais diante da invasão de pessoas para moradia irregular e o estado de abandono ainda maior que as oficinas vizinhas, que já pertencem à municipalidade.

Surgida no ano de 1898, a pequena estação passou em 1950 a formar um conjunto com a construção do Viaduto São João Batista que incluiu duas escadarias helicoidais (em formato de mola) para acesso às plataformas da estação.

A histórica construção, mesmo sendo secundária diante da principal que era a chamada Estação Inglesa, situada na Vila Arens para a anterior Estrada de Ferro São Paulo Railway (Santos-Jundiaí), é uma parte importante da memória ferroviária da cidade e do país.

Em 2001, as oficinas da companhia foram municipalizadas sem incluírem a estação. Durante muito tempo, o prédio da estação e também o da cabine de controle foi relativamente protegido pela presença de “seu” Wilson, que preferia morar ali enquanto aguardava uma sonhada indenização ferroviária, e chegou a contar com apoio de militantes da Associação Jundiaiense de Ferreomodelismo. O local também sempre foi bandeira da Associação de Preservação da Memória da Companhia Paulista.

Em 2009, o projeto do Complexo Viário Osvaldo e Leta Barbaro, o túnel de acesso entre as avenidas União dos Ferroviários e Antonio Frederico Ozanan, desviou os trilhos da plataforma da estação. Mais recentemente, a debilitação de saúde também retirou “seu” Wilson do local e abriu espaço para uma maior deterioração e finalmente a invasão atual.

Veja imagens da visita de uma expedição do Estações Brasileiras em 2012

Veja também imagens de outra expedição do projeto Sinal Verde em 2016

Foto: reprodução Facebook

 

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Petição para vetar peça tem 1.400 nomes. Prefeitura garante exibição

Governo vê manifestações como “infundadas” e garante apresentação na Semana da Diversidade Sexual

Festa Portuguesa vem com tudo em outubro

JundiAqui traz fotos do coquetel de apresentação dessa 28ª edição

Jundiaiense coordena maior biblioteca brasileira no Exterior

Duília de Mello, que fez história na astronomia, agora cuida do acervo deixado aos EUA por Oliveira Lima

Câmara de Jundiaí: pura perda de tempo

Por José Vivaldo Breternitz, do blog Jundiahy Antiga
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.