Jundiaqui
Jundiaqui

Feira da Amizade fica só na saudade

Jundiaqui
12 de outubro de 2017
Depois de resgatada pela administração Bigardi, festa é descartada agora

O site da Prefeitura de Jundiaí escreve que a decisão de não se realizar a Feira da Amizade foi tomada em "comum acordo" com as entidades. Em reunião na tarde de quarta-feira (11) sem a presença do prefeito Luiz Fernando Machado, foi descartada a 35ª edição da festa no Parque da Uva.

Retomada pela administração de Pedro Bigardi, a Feira da Amizade foi feita entre 2013 e 2016, neste último ano reunindo 22 entidades assistenciais. Ela teve em sua primeira versão um total de 30 edições sob o comando de dona Mercedes Ladeira Marchi, a partir dos anos 70.

Durante uma reunião no Paço Municipal comandada pelo gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi, a Prefeitura disse que o custo em 2016 foi de mais de R$ 1 milhão (foto abaixo).

Apesar de reunir milhares de pessoas, a superintendente da Ateal, Mariza Pomilio, disse ao site da Prefeitura: “A Feira da Amizade tem um custo muito elevado e o retorno é baixo”. Da Nipo Brasileira, Célio Okumura Fernandes, falou: “a Feira da Amizade é um evento bastante oneroso que não faz muita diferença para as entidades”.

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Lição de moral

Por José Renato Nalini

Leandrinho: um pulo dos Estados Unidos para Jundiaí

Veio a convite da namorada Talita Rocca. Coluna traz ainda Gebram, Théo e até o Batman

Bailainos invadem a praça e balançam o Coreto

22º Enredança começa com apresentação durante o Sexta no Centro

Trabalho no campo e na ferrovia em exposição

“Memórias, ofícios e saberes dos trabalhadores” ganha espaço no Solar do Barão
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.