Jundiaqui
Jundiaqui

Fernanda Toledo era o sorriso fácil do nosso Carnaval

Jundiaqui
8 de janeiro de 2020
Jundiaí se despediu nesta quarta da Madrinha do Chupa e foliã da União da Vila

Edu Cerioni

Fernanda Toledo era dona de um sorriso fácil e tão gostoso quanto sua facilidade em fazer amigos. A fisioterapeuta de 50 anos, casada com Rodrigo Pirana, deu adeus cercada do carinho de Jundiaí.

Foram três anos de luta, com altos e baixos, suficientes para lhe tirar quase tudo, menos o sorriso. E ele foi lembrado por uma infinidade de gente nas redes sociais e no velório.

A amiga Ana Cláudia Fossen, psicóloga, lembra que as duas dividiram consultório vinte anos atrás, mas que a amizade vem da infância. "Muita gente curtiu a rua da casa dela e do Pereirinha, no Jardim Brasil, batizada de "Rua dos Pivetes", onde as brincadeiras corriam solta, numa amizade que é eterna".

Nailor Gropelo, presidente do Clube da Lady e vizinha dos pais de Fernanda,  lembra de uma garotinha sempre gentil. "Cresceu e nunca perdeu o sorriso e o afeto pelas pessoas", diz.

Val Junior, comandante do Chupa que é de Uva, recorda a surpresa que foi quando a convidou junto com Pirana para que formassem o casal de padrinhos do bloco no Carnaval 2015. "Ela era uma querida, bonita por fora e por dentro, cheia de luz, o sorriso mais lindo do mundo que contagiou a todos no desfile".

Tom Nando, cantor da banda Trio em Transe, fez uma homenagem a Fernanda no Facebook, cantando sua canção predileta, que diz "Nessa cidade todo mundo é d'Oxum/Homem, menino, menina, mulher/Toda gente irradia magia..." ("É d'Oxum", autoria de Gerônimo).

Luly Alves lembrou do último encontro na Casa Cica, em setembro passado, quando (advinhe!) "rimos muito".

Nos últimos três meses, o tratamento contra o câncer de medula óssea, que já se sabia sem cura, não teve mais efeito até a despedida nesta quarta-feira, 8 de janeiro.

As fotos aqui são de diferentes momentos de Fernanda, entre eles quando o JundiAqui reuniu foliões para apresentação do Carnaval 2015, como o também saudoso Picôco Barbaro - encontro no Studio João Ballas.



 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

“As Faces de uma Mulher” no Moviecom Arte

Filme conta 4 histórias de mulheres em idades diferentes, sendo que todas elas são, na verdade, uma única pessoa

Primeiríssima infância tem workshop no sábado

Amor que Gera vai tratar do papel da família após chegada do bebê

“Contos Negreiros” vem ao Sesc com seu grito de alerta

Espetáculo-documentário traz a proposta de abordar a real condição atual do negro e da negra no Brasil

A carta que não enviei

Por Guaraci Alvarenga
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.