Jundiaqui
Jundiaqui

Picôco imortalizado no Estrela da Ponte

Jundiaqui
1 de abril de 2019
Inauguração de placa com nome do colunista social é com grande festa no bairro em que nasceu e viveu até os 72 anos


Picôco Barbaro está imortalizado no Clube Estrela da Ponte, com uma placa com seu nome desde a noite do sábado (30). Falecido em março de 2017, o ex-colunista social do "JJ" e do JundiAqui foi reverenciado por amigos, em festa com rock nacional e muita cerveja.

A placa azul, igual a essas usadas nas ruas de Jundiaí, circulou de mão em mão antes de ir parar na parede. Todo mundo queria registrar o momento em foto.

Altevir Cecatto, presidente do clube, se disse feliz por homenagear alguém tão ligado às coisas do Estrela. Edu Cerioni, que deu ideia de se colocar a placa ali, lembrou que Picôco "carregava a Ponte São João no coração e por isso nunca poderá ser esquecido e também porque escreveu seu nome na história do bairro e de Jundiaí".

Maria Fernanda Barbaro Coutinho, sobrinha de Picôco, representou a família e ganhou muitos abraços e carinhos. Ela chorou de saudade e citou trechos de uma mensagem deixada por Santo Agostinho e que emocionou a todos: "A morte não é nada. Apenas passei ao outro lado do mundo. Eu sou eu. Você é você. O que fomos um para o outro, ainda o somos. Não mudes o tom a um triste ou solene. Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos".

A noite realmente foi de muitos risos, abraços e beijos. O som rolou gostoso com o vozeirão de Rodrigo Caetano com o bom e clássico Rock'n Roll nacional dos anos 70 e 80 em uma versão acústica junto com o violão esperto de Samuel Souza. Dago Nogueira ainda entrou no ritmo da percussão que teve a companhia do pandeiro de dona Ignezinha, em canções de Raul Seixas, Cazuza, Legião Urbana e muito mais.

A placa de Picôco, presenteada pela Jund Roll Rolamentos de Eduardo Moura, fica de esquina com a de Zabumba. No Estrela também têm placas Erazê Martinho e Almir Cecatto.

Agora é esperar que Jundiaí faça uma homenagem oficial a Picôco.

Veja fotos exclusivas do JundiAqui:   Em tempo: fez sucesso na festa o livro "Infinita É Tua Beleza", escrito por Edu Cerioni e que fala dos 25 anos do bloco Refogado do Sandi, que tem Picôco, Erazê, Zabumba e Almir em destaque. Sandra Silva, Altevir, Nelly e outros também se viram registrados ali...

 
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Dia da maldade!

Pelo chef Manuel Alves Filho

30 anos de sucessos dos Titãs em trio acústico no Polytheama

Show neste sábado à noite traz a Jundiaí Branco Mello, Tony Bellotto e Sérgio Britto

Sexta de forró no Coreto e no Sesc

São gratuitos os shows do Sexta no Centro e de Sandra Belê

Briga de Foice!

Por Vera Vaia
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.