Jundiaqui
Jundiaqui

Revolução de 1932 resgatada em Exposição no Maxi

Jundiaqui
29 de junho de 2017
São cerca de 80 objetos, como capacetes, além de fotografias em mostra entre os dias 3 e 9 de julho

O feriado de 9 de julho, que este ano cai em um domingo, surgiu para que os paulistas não esqueçam da Revolução de 1932. E para resgatar um pouco dessa história, a Polícia Militar do Estado de São Paulo traz ao Maxi Shopping Jundiaí uma exposição sobre o levante. Vai ficar em cartaz do dia 3 a 9.

A mostra será composta por cerca de 80 objetos, entre capacetes, munições, morteiros e artefatos explosivos (todos desativados), matracas, medalhas, entre outros.



A Revolução Constitucionalista de 1932 foi o movimento armado ocorrido entre julho e outubro de 1932, no Estado de São Paulo, que tinha por objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte.

No período houve uma série de manifestações populares com reação dos defensores de Getúlio Vargas, ocasionando a morte de quatro estudantes (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo). As iniciais dos nomes destes estudantes MMDC transformaram-se no símbolo da revolução.

Maxi Shopping Jundiaí fica na avenida Antonio Frederico Ozanan, 6.000, Vila Rio Branco - Fone: 4523-3333 - www.maxishopping.com.br.

Jundiaqui
Você vai
gostar de

Exposição de Presépios é atração no Solar do Barão

Tradição mantida no Natal do Centro, com trabalhos como o de dona Nina Cerioni

O entregador

Por Valquíria Malagoli

Escola não é prisão

Por José Renato Nalini

“Não basta não ser racista, é necessário ser antiracista”

Por Mariana Janeiro, texto publicado originalmente na Rede Jundiaí 50-50
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.