Jundiaqui
Jundiaqui

Abestados

Jundiaqui
13 de setembro de 2018
Por Vera Vaia

À medida em que se aproximam as eleições, mais estarrecida, assustada, abestada eu fico, com a quantidade de bobagens que se ouve e que se lê por aí, tamanho o despreparo de alguns dos aspirantes a políticos, aos quais vamos entregar nossos destinos pelos próximos quatro anos.

O nível de muitos dos candidatos que estão se apresentando para as vagas de deputados estadual e federal é tão baixo que as propagandas eleitorais já estão fazendo concorrência com os programas de humor da TV.

Só que quando a gente se dá conta de que o que estamos assistindo não é um programa humorístico, vem a vontade de chorar! É muito grande a deterioração da espécie!

Quando o candidato não é uma aberração da natureza em matéria de conhecimentos políticos, ele é uma velha raposa, suja, corrupta que vende até a mãe pra não ter que largar esse osso.

Do lado das aberrações políticas, o que mais se destaca é o ex e agora futuro deputado Tiririca. Futuro porque certamente vai, de novo, estourar a boca do balão, ou melhor das urnas, com a quantidade de votos que ele consegue arrebanhar. Na eleição passada conseguiu mais de um milhão!

Ele, o palhaço Tiririca, que disse que não sabia o que fazia um deputado (pelo jeito ainda não sabe) e que, surpreendentemente, se elegeu com o slogan “vote em Tiririca, pior que tá não fica”, voltou à carga mesmo depois de aparecer publicamente dizendo que não mais se candidataria.

E pior: voltou pra desmentir suas próprias palavras, e sem nenhum pudor em parecer um palhaço também fora do picadeiro, assume que enganou todo mundo: “enganei vocês! Eu disse que não ia voltar, mas voltei”.

Na propaganda eleitoral ele aparece com o uniforme da seleção, rolando no gramado de um campo de futebol. Quando se levanta, declara: “enganei vocês! Vocês pensou (sic) que era o Neymar, mas sou eu o abestado. Vote neu (sic)”!

A parte pior é que Tiririca é só um exemplo de político enganador. Como ele, existem muitos outros que nunca fizeram nada pelo país, e que continuam passando a lábia nos incautos eleitores, vendendo peixe podre como se fosse fresco.

Na ala dos candidatos à presidência, o nível não melhora muito, não! Eles saem cuspindo fogo uns nos outros, e se esquecem de que estão disputando um cargo de extrema relevância, o de uma pessoa que vai comandar um país com quase 210 milhões de habitantes, cheio de desigualdades e até aqui de problemas. Mas quem liga, né? O negócio é subir no trono. É lá que tá a mina de ouro!

E enquanto eles se estapeiam verbalmente, nós, os eleitores, ficamos pulando que nem lambari no seco, sem saber quando vem a água que vai nos salvar. Se é que ela vem!

E pelas pesquisas recentes, é bem provável que essa água venha em forma de tsunami, e que a gente não tenha pra onde correr...

Por isso tudo, já estou ficando ansiosa, esperando pelas eleições de 2022.
Péra! Acho que vou ter de controlar ainda mais a ansiedade. Acabo de ler que Tiririca pretende lançar sua candidatura à presidência, daqui a quatro anos!
Então, só me resta esperar pela de 2026! Snif, snif!

Vera Vaia é jornalista
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Vanessa Da Mata abre sua “Caixinha de Música” no Poytheama

Cantora vem a Jundiaí nesta sexta-feira com canções como “Orgulho e Nada Mais”, “Gente Feliz”…

Orlando Marciano lança livro nesta noite de quinta

Noite de autógrafos de “O que vi, aprendi e recomendo para a vida” vai ser na Livraria Saraiva

Festa Julina do Natura vem recheada de fotos

Quem animou o bar foi a banda Zimbaião, com música de raiz em noite de casa cheia

Maxi recebe a primeira edição da Mostra Mundi

Shopping de Jundiaí tem artesanatos de sete países à venda a partir de quart
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.