Jundiaqui
Jundiaqui

Ainda estão rolando os dados

Jundiaqui
13 de novembro de 2019
Por José Renato Forner

a maior arma de todo sistema opressor é aniquilar a ALEGRIA de quem se deseja livre.

essa estratégia é antiga e uma condição básica para o opressor.

é comum que numa estrutura repressora, a tristeza, a culpa e o medo se instalem de uma maneira tão enraizada que apague qualquer um que, arduamente, lute no dia a dia para fazer sua alma mais livre e criadora.


é impressionante o dom vampiresco que o repressor tem para sugar impulsos de felicidade, de prazer, de alegria e leveza de quem está próximo.


porque com a perda da ALEGRIA, você se cala. você aceita. você dorme e não tem vontade de levantar.


a ALEGRIA é motor do movimento. da criação. do inconformismo.


a ALEGRIA te faz forte. te acende a luz.


a ALEGRIA te põe brilho nos olhos e visiona futuros.


e estou dizendo tudo isso, sem papo de auto ajuda ou coisa parecida. tenho horror a isso.


é que percebi que antes de qualquer luta, é preciso fôlego de alegria para o movimento libertário.


agora e amanhã. e depois e depois e depois de amanhã.

José Renato Forner é ator
Jundiaqui
Você vai
gostar de

Domingo de chuva

Por Wagner Ligabó

Sexta tem palestra “Ciência das Emoções” dentro do Revolução das Bengalas

Projeto leva à Biblioteca Municipal a pesquisadora Márcilla Cauner 

Crianças de 8 anos vão receber educação financeira

Projeto é parceria da Prefeitura de Jundiaí com o Bradesco e começa com 4 mil alunos 

Orquestra Municipal abre temporada de encontros

Vão ser grandes momentos nesta temporada, que vai contar com solistas como Fabio Zanon
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.