Jundiaqui
Jundiaqui

Amanhã

Jundiaqui
1 de setembro de 2017
Por Eusébio dos Santos

As relações têm se modificado com uma velocidade frenética: coisas que ontem eram modernas, hoje são consideradas obsoletas, para não dizer sucatas, inclusive pessoas.

Estava em uma reunião de prospecção de mercado quando foi levantada uma necessidade. Logo alguém avisou: fulano pode cuidar disso.

Imediatamente outra pessoa chamou pra si a conversa, uma respeitada advogada, ao menos se coloca assim, bradando: melhor não, fulano esta fora de foco, cuida de velhos.

Evidente, pedi a palavra e não poupei considerações sobre o tema.

Comecei pedindo que tivessem paciência com a minha fala já que estaria falando do futuro, que para uns chega rápido enquanto que para outros chega com tempo diferente e que este futuro é tão certo quanto o passado, aquele que você chamará de velho daqui a pouco.

Segui impiedoso ao enveredar pela nova ordem nas relações, levantando a necessidade que o presente carrega: um olhar para frente que garanta o peso do ontem. Não é salutar esperar pelas surpresas de amanhã acreditando que somente o “outro” terá sua condição de vida modificada e que eu ou você estaremos sempre prontos para o mundo sensacional.

“Hoje e só hoje preciso de você com qualquer humor”.

Aos poucos um silêncio doído foi tomando conta do ambiente, as pessoas se moviam incomodadas até que os olhos baixaram; alguns levaram para a reflexão, enquanto muitos ficaram no pensamento – que cara chato, quem chamou!

Eusébio Pereira dos Santos é administrador de empresas e coordenador do Celmi



Jundiaqui
Você vai
gostar de

Pneu furado na última volta tira jundiaiense do Mundial de e-MTB

Thiago Velardi fez história ao ser um dos 45 no grid de largada da estreia da bike elétrica no Canadá

O efeito de uma passeata

Por José Arnaldo de Oliveira

Outras línguas na contação de histórias nas escolas

Jundiaí recebe o projeto “Eu Conto, Tu Contas – Uma viagem pela América Latina”

Coral Dons & Tons se apresenta no sábado

  Apresentação gratuita será na Biblioteca Pública, no Complexo Argos
Jundiaqui
Artigos assinados não representam a opinião do site. Esse conteúdo é de responsabilidade exclusiva de seu autor.